Caminhos de Encontro no 5º Ano

Image par Thanks for your Like • donations welcome de Pixabay

    Acho o 5º ano fixe, mas é “chato” com máscara. Nasci em S. Paulo, tenho um irmão que toca guitarra baixo e pensa ter numa banda, no futuro.

   A minha Turma é gira, gosto muito da DT, é muito simpática. Atrás de mim tenho uma amiga, a B. e mais alguns amigos que ficaram na turma:  G., M., Jo., que toca bateria de Jazz e Guitarra e Je. que toca bateria de Rock e são os melhores amigos entre si.

   Ajudo o meu irmão a cantar quando ele precisa de uma segunda voz. Canto em inglês, com uma voz mais fina. Ele está a ensinar-me a tocar Baixo.

    O meu sonho é ser policial, para ajudar e proteger pessoas;  hoje em dia é muito importante. No Algarve, este verão, estava tão quente, eu fiquei num lugar, parada, á espera dos meus pais; havia dois policiais a cavalo, perto da praia e eles falaram comigo.

   Desde os 4 anos que quero ser salva vidas, policial ou artista. A minha Mãe diz que eu desenho bem. Os desenhos do meu irmão e os meus, da primária, iam para o Cascais Shopping.

    O meu Bisavô era músico e o meu avô também. A família do meu Pai são todos da vida da música. O meu avô conheceu a minha avó numa discoteca! O meu avô ensina-me os nomes dos instrumentos. Gosto de tocar violino em virtual; se eu tirar boas notas, o meu Pai dá-me um.

    O Mano já tirou a carta de condução e na 2ª já sabe se entra na Faculdade!

Conversas na Oficina – CB5D

CAD 3ª FASE – A Guitarra Que Gostava de Ser Tocada

violaImage by Efes Kitap from Pixabay 

     Era uma vez uma Guitarra que gostava de ser tocada; havia duas pessoas que tocavam naquela Guitarra.

     As duas pessoas eram uma rapariga e um rapaz; a rapariga chamava-se Luísa e o rapaz chamava-se Joaquim.

     A Luísa era quem mais tocava Guitarra, porque ela era quem mais queria aprender. Ficava as semanas todas a tocar, enquanto o Joaquim não se interessava assim tanto: só tocava segunda, quarta e sexta-feira.

     Uma tarde, quando chegaram do Colégio, a Luísa foi tocar; quando a mãe chegou, perguntou se podiam tocar o que conseguiam.

     A Luísa pediu para ser primeiro o Joaquim; quando ele começou a tocar, não conseguia tocar direito. E a Mãe disse:

     – Tens que treinar mais.

    Quando chegou a vez da Luísa, a Mãe ficou impressionada, porque a Luísa conseguia tocar bem e rápido.

       Depois, o Joaquim foi treinar e a Mãe disse:

       – Luísa, toma o teu prémio, por tocares muito bem.

      – Obrigada pela Guitarra nova! – Exclamou a Luísa.

BB5C

A Viola Que Tornava Invisível

     viola

   Pxfuel.Com

    Era uma vez uma menina chamada Beatriz que gostava muito de jogar. O que ela mais jogava era Minecraft, na sua X-Box. Andava sempre a construir casas.

     Houve um dia em que a Mãe da Beatriz foi a uma loja e comprou uma viola. Quando chegou a casa, chamou a Beatriz que foi logo ter com a Mãe e perguntou:

       – A Mãe vai começar a tocar guitarra?

       – Isto não uma guitarra, é uma viola e é para ti.

       A Beatriz levou a guitarra para o quarto e começou a pensar:  – “Por que é que eu tenho uma guitarra se nem sequer sei tocar?”

     A Mãe disse à Beatriz:

     – Beatriz, não é uma Guitarra, é uma Viola. E eu sei como resolver o teu problema.

      – Tu podes instalar Yousician  e Guitar Tuna. São ótimas para ti. Não te esqueças que é uma viola.

      – Ok, Mãe.

   A Beatriz instalou as suas Apps e começou a experimentar. Viu que a Guitar Tuna é para afinar a viola e a outra é para aprender a tocar músicas.

   No fim do dia, a Mãe pediu à Beatriz que tocasse uma música que tivesse aprendido.

    A Beatriz tocou e ainda não tocava bem, mas estava bom para principiantes.

    – Beatriz, vou-te por no Verão, num Campo chamado MusiCasa; e vais para a Viola.

     No verão, a Beatriz foi 20 semanas para o “Musicasa” e, quando acabaram as 20 semanas, a Mãe pediu para a Beatriz tocar. A Betriz tocou; já tocava bem e tornou-se invisível.

    A Beatriz e a Mãe descobriram que quem tocava bem na Guitarra tornava-se invisível.

BB5C

CAD em Isolamento – A Viola Cantora

     guitarra

Free Clipart Library

       A viola ou a guitarra clássica é um instrumento de cordas.

     A Guitarra tornou-se popular depois da II Guerra Mundial, nas décadas de 50 e 60.

     A sua origem mais antiga vem do Médio Oriente, da Ásia Central e da índia.

     O som é produzido pelos dedos em contacto com as cordas; é preciso usar pelo menos 4 dedos a segurar as cordas e um por detrás do braço.

     Julian Bream é um dos melhores guitarristas de guitarra clássica do mundo. Ele gosta tanto de música que se torna num bom exemplo para todos os estudantes de guitarra.

     Em conclusão a viola é um instrumento que, se for bem tocada, pode oferecer uma música incrível.

OM5B

Às vezes ponho Música Baixinho…

retriever brancoImage par JacLou DL de Pixabay 

     Os meus projetos a curto prazo são terminar de fazer uma surpresa sobre a qual ainda não posso falar.

    Vou estar estes dias no meu quintal, com a minha cadela Triksei – o nome é o da namorada do Pilot Speed Racer ; ela é  uma Golden Retriever muito branquinha; na rua, as pessoas perguntam se é um Labrador.

    O meu sítio especial é a Garagem, porque tem imensas coisas antigas como os nossos cadernos e dossiers antigos.

     Encontrei lá um minitapete com um ursinho felpudo do tempo da minha Infantil, que a minha Mãe vai coser numa almofada para mim.

    É tão fixe ter um minicantinho! Quando tenho tempo para ler, sento-me com a minha girafa gigante que recebi no Natal: ela faz de poltrona, tem os olhos brilhantes; sento-me e é como se ela me estivesse a abraçar.

    Não tenho músicas preferidas; vou pondo “gosto” nas músicas que aprecio. Às vezes ponho música baixinho, de Mozart ou violino e leio.

     Li agora um livro muito antigo, da minha Mãe – ela disse logo que eu ia gostar; temos imensos livros; no escritório há imensos livros antigos da minha Mãe. Ela foi buscar “O Diário Secreto de Adrian Mole”.

   Também estou a ler o”22 Mistérios da História” – é tão interessante! Fala de conspirações, como o triângulo das Bermudas e a Área 51.

Conversas na Oficina – CA5A

Viajar para a Coreia!

blackpinkBlackPink – Wikimedia.org

     Eu gostaria de ir à Coreia, porque lá tenho duas bandas que eu adoro e também por turismo; quero conhecer o país e também quero saber como eles vivem, como reagem.

   Algumas dificuldades que posso ter nesta viagem: a língua Coreana, tão diferente, posso estranhar a comida de lá…

     Embora vá sozinha, no Concerto das minhas Bandas – “Blank Pink” e BTS – vou encontrar outras fãs que possam ser amigas delas e ficar uns dias com os meus amigos.

       Espero voltar a dançar melhor, naquele estilo diferente e que traz muita energia.

     Quando regressar, posso partilhar esta viagem criando um Clube on-line: onde possa gravar vídeos e depois postar, a ensinar os outros a dançar as coreografias delas.

CM6C

O Mistério da Música

     guitarra composição de fantasia

     PixaBay PixaBay License

     A música não se pode dispensar: assim como o D. e o M. tocam piano, viola e guitarra, eu tenho de escutá-los, pois não toco. As melodias harmonizam as nossas emoções e suscitam também sentimentos novos.

      Para mim, a música é a inspiração porque quando for grande quero ser cantor.

     Ser cantor é deixar cantar a alma mais profunda, aquela parte de nós que consegue comunicar com todos os outros.

     A música é outra forma de linguagem, é uma espécie de escrita.

  Pois é. As músicas nas pautas são em escrita.

    Não só. Também há Matemática na música: para compor é preciso supor números que exprimem as relações entre os sons.

Eu gosto de tocar enquanto canto, pois é muito divertido, as músicas são aventuras, transmitem alegria.

     Ser cantor também é muito difícil, mas é super giro: podemos não saber cantar sozinhos, apenas em grupo: a nossa voz vai à boleia na dos outros – é como voar!

     As músicas fazem com que nós voemos, não é cantar que realiza os desejos, são as músicas que escrevemos.

Texto a 3 Mãos

MI5C, DJ5D e OE