Livres na Amizade

Rapariga e Rapaz conversando face a face sentados num pórtico

       Flickr.com Atribuição: CC Share Alike 2.0 

      O à vontade é uma sensação incrível. Podermos estar à vontade é muito bom, pois sentimo-nos livres e, poder estar livre com as pessoas de quem mais gostamos, é ótimo: podes ser quem tu  realmente és, sem estar com a preocupação de ouvir comentários destrutivos sobre ti.

      Há quem não se liberte, nem com os amigos mais chegados, porque têm medo que eles não gostem de si. Mas, se não gostam de ti como tu és, é porque não são realmente teus amigos.

      Claro que não és perfeito, porque ninguém é perfeito, cada um tem os seus defeitos. Mas não têm de ter medo de ser quem realmente são. Não mudes a tua maneira de ser para agradar os outros.

      Muitas pessoas dizem que os amigos rapazes são sempre falsos, mas eu acho exatamente o contrário; por vezes, os rapazes são até mais fiéis do que algumas raparigas.

     Ter um melhor amigo rapaz a quem podes contar tudo e confiar é muito bom, pois é importante ver o ponto de vista dos rapazes também.

      Mas ainda há igualmente raparigas muito fiéis; algumas até acabam por se tornar como uma irmã para nós.

      Das qualidades que mais aprecio nos meus amigos são                a sinceridade, o carinho que me dão, o apoio, e muitas outras maneiras de ser que eu admiro.

MB8C

O Nosso Grupo é Único e Diferente

5 amigos deitados na relva formando uma estrelaPixaBay Atribuição CC0

      Eu tenho muitos amigos, gosto muito deles todos e acho que eles também gostam de mim.

     Fazemos imensas coisas juntos: partilhamos comida, ideias , até sentimentos.

     Todos fazemos tantas patetices! Quando um de nós é apanhado nunca pode culpar os outros, só se eles admitirem.

     Divertimo-nos imenso! Vamos a casa uns dos outros, damos presentes no Natal…

     E somos imensos! Somos 13 amigos, rapazes e raparigas, todos do 6ºA, que “é o melhor que há”.

      Existem 3 paixonetas, todas muito fofas.

  Adoro-os a todos, se algum se fosse embora, chorava e lamentava…

       O nosso grupo é único e diferente, vamos manter-nos unidos para sempre!

ML6A

A Amizade Transbordante

quatro bonequinhas na árvore de NatalPxphere.com Atribuição: CC0 Public Domain

CMUm bom momento deste novo ciclo foi conhecer os novos colegas. São muito divertidos.

BLPara mim foi quando soube que fiquei com a Carolina e com a Lara na mesma Turma. A Carolina é a minha “Best Friend” – estávamos a rezar para ficarmos juntas! E a Lara é uma menina fantástica e uma boa pessoa!

L(Convidada) – O meu melhor momento foi quando fomos à Visita de Estudo e comecei a dar-me  com a Bárbara e a Carolina. Ficamos no mesmo lugar, na camioneta. E comprei-lhes um gelado!

BL – Pois foi! Esquecemo-nos do dinheiro e ela deu-nos!

L (Convidada) – O Natal não é só o Pai Natal e os presentes: é o Nascimento de Jesus Cristo.

BL – Estou muito ansiosa porque sei qual vai ser a prenda do meu irmão Vasco: ele tem o telemóvel todo partido e um vidrinho entrou na câmara. Os Pais vão-lhe comprar um que é um bocado melhor. Eles disseram-lhe que era muito caro e não iam comprar, só para ele não saber. Ele ficou triste, coitado, mas, no Natal vai ser uma surpresa!

L (Convidada) – Vou receber um dispositivo que se põe atrás dos óculos de natação e se carrega com música do computador. Vou comprar na Decathlon com a minha avó.

CM – Este Natal, queria que a minha Família ficasse feliz e que, no Mundo, transbordasse a Amizade.

Conversas na Oficina CM, BL e L convidada

Os Amigos são Parte do Coração

   desenhos de pessoas por detrás de coração multicor

Pixabay CC0

     Há diferentes formas de entender a palavra “Coração”; os sentimentos que nós vivemos: por exemplo, quando vejo uma pessoa que é amiga, que está zangada com a outra, vou ajudá-la.

     Eu psso descobrir o que quero para ser mais “Eu”: ser acompanhada, ser amada, ser amigável.

     Uma das coisas que já me fez feliz, foi quando eu vivia num Condomínio; tinha um monte de amigos que adoravam brincar comigo.

     Mas um dia, tive uma surpresa inesperada, que foi muito triste: quando a minha Avó  me estava a levar para a minha casa nova, nós tínhamos que passar pelo Condomínio onde eu antes vivia. E eu disse à minha Avó: 

    – Avó, nós acabamos de passar pela minha casa!

    E quando a minha Avó parou à frente de uma casa nova, eu disse:

  – Avó, eu ainda não entendi! Era para os meus amigos virem cantar-me os Parabéns!

     E a minha Avó disse-me:

     – Esta é a tua nova casa.

     Só digo que foi triste, porque eu não gostei da casa nova, por ser longe dos meus amigos que sempre foram como parte do meu coração.

CR6a