CAD em Isolamento – As Pandemias na História -II

5 – Gripe Espanhola

segunda onda

wikimedia.org

   Também conhecida como a “Mãe das Pandemias” – a peste negra é o pai, o filho é o corona, o irmão é a quantidade de gripes que existem.

    Tudo começou nos EUA, no Estado do Kansas, quando o exército americano se preparava para instalar-se na Europa. O capitão Joe MacCarter disse: “ É apenas uma constipação” – pensava que dentro de umas semanas iria ficar bem, o que não foi o esperado e a doença provocou mais de 30 milhões de mortos.

    Os encarregados do lixo transportavam os cadáveres que eram deixados ao pé do lixo. Nos EUA, as casas construídas em madeira favorecem o contacto do vírus. Tudo piorou quando, no regresso dos soldados vindos da Guerra, os casos começam a disparar.

    Os Espanhóis é que avisaram o mundo de que havia um vírus desconhecido a provocar mortes. A guerra poderia ter-se prolongado por mais tempo, se a Espanha não tivesse avisado o mundo.

4 – Gripe de Hong Kong

h3n2easebay times.com

     Além de outras 2 Gripes que assolaram a Europa: gripe asiática, durou dois anos, fez 15 milhões de mortos, afetou principalmente China, índia, EUA.

    Causou um milhão de mortos, ainda hoje não se sabe ao certo quais são os sintomas: grande emagrecimento, febre, tosse seca.

3 – SARS

   sars

wikimedia.org

    Esta foi uma doença muito grave, mas nem mil mortos chegou a provocar – estou afalar da Síndrome Respiratória Aguda Grave.

   Causou apenas cerca de 813 mortes, o que significa que não foi uma pandemia grave.

2 – A Gripe das Aves

   gripe das aves

wikimedia commons Virus da gripe aviaria

     Descoberta em 14 de Agosto de 2009, no México,  causou muitas mortes, cerca de 300 mil mortes; embora muito mortífera, a taxa de contágio era muito menor que o coronavírus.

Improviso Oral do Aluno com base nas sua pesquisa pessoal – FM5C

CAD em Isolamento – A Guerra Fria

A URSS versus os EUA

pt.wikimedia.org

     A Guerra Fria começou em 1950, com a crise dos mísseis de Cuba. Como os EUA estavam furiosos com a humilhação sofrida na guerra do Vietnam, instalaram bombas nucleares na itália e Turquia. Em resposta, os soviéticos colocaram um país comunista bem na América.

   Com isso, os EUA começaram a controlar as regiões marinhas onde os soviéticos instalavam os mísseis. Os Soviéticos não gostaram, por isso disseram que os mares não podiam ser controlados pelos EUA, acusando-os de estarem a tentar criar uma nova Guerra Universal.

   Como os EUA não obtiveram muita informação, enviaram um drone-avião conduzido por pilotos para os vigiarem. Quando observaram as imagens, perceberam que não se tratava de umas bombais quaisquer,  mas sim de bombas nucleares carregadas!

  Quando isso chegou aos ouvidos de Kennedy, ele disse:” – This is War!”  

crise dos mísseis de cubaFlikcr.com Author: Ron Cogswell

    Para os Soviéticos não começarem logo a suspeitar, os Eua utilizaram os seus submarinos. Com os Soviéticos a não cumprirem o tratado de paz que tinham feito, muita propaganda começou a fazer-se entre os EUA e a URSS.

    Os Americanos, em troca, começavam a treinar Cubanos que viviam na América – nos EUA, neste caso. Ao serem treinados, foram enviados para Cuba, para lutarem contra os outros Cubanos. Onde houve a Guerra da Baía dos Porcos. Não houve grande sucesso e foram derrotados em poucas horas.

   No mesmo ano, Kennedy é assassinado, a mando do governo Russo. O primeiro ministro Americano também foi assassinado por um amante do governo russo.

   Passado um ano, os Americanos começam a ter suspeita de que um casal Russo estava a transmitir informações à União Soviética, sobre as armas nucleares; foram condenados à morte por traição, nos anos 50-60.

antigas coloniaspt.wikipedia.org

    No mesmo ano, acontece a Guerra Colonial entre Portugal e as restantes colónias. Ainda assim Portugal apoia os EUA, o que é impressionante.

   Esta guerra veio a resultar na independência de novos países, a partir de 1975.

  Improviso oral do Aluno sobre Questões de História com base em pesquisas pessoais.

FM5C

CAD em Isolamento – 10 Animais mais Perigosos da Austrália

Nº 10 – Cobra da Morte

a cobra da morteCommonsWikimedia.org

     Esta cobra só se encontra na Austrália, ela não é venenosa, mas é muito agressiva, morde, enrola-se mas pessoas, sufoca-as. Em cada 5 mortes por “asfixia” duas são por esta cobra.

Nº 9 – Polvo de Anéis Azuis

polvo de anéis azuis   Flickr.com Author: Saspotato

     Animal muito bonito, mas como muitas pessoas dizem, não se deixem enganar pela aparência, porque é exatamente nesses anéis azuis onde se ingere o veneno. E apenas uma pequena dose desse veneno é capaz de matar vinte homens adultos.

    Já houve até baleias de uma tonelada e meia que morreram por causa deste polvo.

    O pior de tudo é que se encontra nos corais, mede apenas cerca de 5cm!

Nº 8 – Morcegos Gigantes

giant bat

   Flickr.com Author: LEO

    Os morcegos gigantes mais conhecidos por morcegos gigantes australianos, não são perigosos, mas o tamanho é de se assustar.

     Esses morcegos podem atingir os 2 metros de comprimento de asa a asa.

Nº 7 – Peixe-Pedra 

peixe pedraFlickr.com Author: Bill and Mark Bell

     O peixe mais temido dos corais australianos é o peixe pedra. Este peixe é muito difícil de encontrar, pois esconde-se e sempre que aparece uma presa ele ataca.

    Tem uns piquinhos no topo e as pessoas sem querer pisam-no e injetam o veneno no pé. Pessoas houve que pediram para amputar a perna de tanta dor que sentiam.

6º – Aranha Teia de Funil

aranha mais tóxicaCommons.Wikimedia.org

      Esta é uma das aranhas mais perigosas e temidas. Elas não gostam de florestas, mas sim de cidades, onde, na maioria das madeiras com buraquinhos, elas moram.

    Atacam as presas, matam por prazer, não apenas por invadirem o seu território.

   As probabilidades dos seres humanos picados morrerem é grande. O seu ferrão já foi comparado com dentes de cobra.

Improviso Oral do Aluno – FM5C

CAD em Isolamento – As Pandemias na História – I

10 – A Praga de Justiniano

yersiniapixinio.com

    O próprio Imperador otomano ficou infetado. A praga causou mais de 25 milhões de mortos, incluindo o Imperador.

   O que trouxe a cura a esta doença é que o corpo ganhava imunidade ao fim de 4 semanas.

    Os sintomas eram febre alta, tosse incluindo sangue, paralisação e inflamação nos olhos, nariz e boca e grande emagrecimento.

9 – A Peste Negra

o triunfo da mortewikipedia.org

   Causada pela bactéria hiersinia pestis, descoberta por um Francês no século XVIII. Causou mais de 230 milhões de mortos e mais de 2/3 da populações.

    Em Portugal, estima-se que metade da População morreu.

8 – A Gripe Russa

gripe russaWikimedia Commons

   Causou poucas mortes –  relativamente – 240 mil mortes; a bactéria é igual à do sarampo. Afetou principalmente a Rússia, o Norte da Alemanha e Polónia; durou um ano, 1889 – 1890.

7 – A Varíola

varíola

Picsels.com

      Atormentou o mundo durante mais de 3000 anos, equivalente a 30 séculos, o que leva a incluir séculos A. C.

     Causou 300 milhões de mortos, equivalente a quase a população inteira dos EUA.

    Na 1ª etapa era igual à gripe: cansaço, febre e dores musculares. Na 2ª etapa, incluía dificuldade em falar, paralisação e dificuldade respiratória. Na 3ªetapa, a mais avançada, causava borbulhas por todo o corpo, não faltava nenhuma parte, podia causar perda de visão e estado de coma por 3 semanas.

6 – Praga de Marselha

Wikipedia.org

      Esta praga começou com vários barcos comerciantes vindos da Rússia e Norte de Africa, atracados nos portos. Como peste negra, transportada por pulgas nos ratos, causou mais de vinte milhões de mortos, incluindo o Imperador Austríaco, que ficou infetado e morreu.

    Improviso oral do Aluno com base nas suas pesquisas pessoais.

FM5C

CAD em Isolamento – A I Guerra Mundial – II

Improviso Oral do Aluno sobre a I Guerra, com base nas suas leituras e investigação pessoal.

Portugal na I Guerra

                       Prisioneiros Portugueses em 1918 – Wikipedia Commons

    Não tendo Portugal obedecido ao bloqueio naval com o Reino Unido, a Alemanha invade Moçambique e, no dia seguinte, declara guerra a Portugal.

     A maioria dos Portugueses lutou nas trincheiras do Canal da Mancha até à Suiça.

      Passando para 1917, o Reino Unido, com a esperança de poder parar com essa guerra, prometeu aos Árabes um grande império árabe nos territórios Árabes Otomanos, por isso estes planearam um cerco às linhas de comboio, mais conhecido como a Revolta de Hejaz.

     Mas ao mesmo tempo, o Reino Unido prometeu à França, e aos seus Aliados que iam dividir entre si os territórios Otomanos, caso ajudassem na guerra.

Máquinas de Guerra

avião derrubadoNational Museum of US Navy

    Ao mesmo tempo, em 1917, a Guerra não foi assim tão má, mas, mesmo assim, ainda foram descobertos vários avanços eletrónicos, como por exemplo, na batalha de Liège, os Britânicos utilizaram tanques de guerra, o que assustou os Alemães.

    Mas ainda assim esses tanques não fizeram grandes estragos, pois estavam cheios de problemas técnicos.

  Nesse mesmo ano foram criados aviões equipados com metralhadoras pesadas, e ainda foram criados novas armas mais leves e mais fortes. Como por exemplo, Aviões 17 – Heindoven.

A Trégua de Natal

christmas truceFlickr.com  Autor: Diego Sideburns

     No Natal de 1917, entre os Alemães e Ingleses que estabam na França, é conhecida a “Trégua de Natal”: os franceses e ingleses de um lado e os alemães do outro, saíram das trincheiras e trocaram presentes, conversaram e enterraram os mortos que estavam em “terra de ninguém”, que era o espaço vazio entre trincheiras.

     A Revolução Russa

     

Ivan Vladiimirov prendendo os generais  -02 – 1917 wikimedia commons

      Passando para 1918,  o Império Otomano, já muito cansado e sem mantimentos, assina um acordo com a Alemanha e os Aliados e sai da Guerra.

    A Rússia, nesse mesmo tempo, precisava desesperadamente de mantimentos, pois já nem tinham comida para os cavalos.

    O comunismo na Rússia começou a crescer bastante, pois ofereciam três coisas: o pão, a paz e a terra, que era o que a maioria dos russos queria naquela época.

     A Revolução De Fevereiro, foi uma das histórias civis mais sangrentas da História da rússia, ficou um pequeno Governo russo para substituir o Governo do Czar.

     Esse mesmo Governo fez a péssima escolha de continuarem na Guerra.

    Os Russos, ao lutarem contra a Alemanha, em S Petersburgo, suspeitaram que os Arménios estavam a ajudar os Alemães, por isso houve um genocídio em que milhares de Arménios que viviam na Rússia foram mortos, incluindo bebés.

     O Império Austro-Húngaro, já quase sendo engolido pelos Russos, fez um tratado  de paz com a Rússia, informando que ia sair da Guerra: foi o tratado de Brest-Litovsky.

      Ao mesmo tmpo, com esse tratado, a Rússia sai da Guerra. Mas não ia ficar feliz depois de sair, porque houve a Guerra civil russa entre os brancos e os vermelhos: os vermelhos, apoiados pelo Império Otomano e a Alemanha, os brancos apoiados pelos Aliados, Estados Unidos e Nova Zelândia.

 O Dia 11 do 11, às 11h

Le jour de gloire

    wikimedia commons

     Neste momento só faltava a Alemanha, que não quer parar com a Guerra. Para terminá-la, no dia 11 do mês 11, às 11 horas, a Alemanha rende-se, dando fim à Guerra.

 Improviso Oral sobre a História da I Guerra Mundial – FM5C

CAD em Isolamento – A Peste Negra na Europa – II

O Aluno ditou de improviso, com base nas suas aprendizagens académicas e nas suas pesquisas pessoais:

A Peste no Século XIV

funeral de vítimas da peste

Wikipedia Commons Por Desconhecido

    Com a doença da Peste, nasciam certos tumores nas virilhas ou axilas – eram inchaços. Ao contrário do Coronavírus: a Peste Negra matou mais pessoas, mas o Coronavírus, penso que não conseguirá.

  Existiram vários tipos de Peste Negra como a peste bubónica e a peste Septicémica – fazia furúnculos e bolhas grandes no corpo, que  podiam ser grandes inchaços: “Uns cresciam como maçãs outros como um ovo”.

      Ainda hoje existe a Peste, mas já há tratamento.

A Revolta Camponesa

     o rei medieval

    Wikipedia commonsA revolta dos camponeses” Froissart

     Os camponeses começaram a receber menos salários.

  Nos campos, os Senhores perderam os seus trabalhadores, aumentaram os impostos e diminuíram os salários.

   Várias cidades de Itália faziam quarentena, construíam muralhas para não deixar entrar pessoas estranhas sujeitas à Peste Negra.

    Em resultado, os salários dos artesãos foram congelados por completo, e o comércio foi afetado:

 “Surgiram revoltas populares por toda a Europa: camponeses e artesãos exigiam melhores condições de vida.”

    Com esta crise, a Nobreza e o Rei começaram a receber mais e a dar menos.

   Diminuição da População

     difusão da peste negra na europa

A Difusão da Peste Negra na Europa  Ancient History Encyclopedia

     A população Diminuiu devido à Grande Fome.Temos uma espécie de gordura no corpo, mas se não comermos durante vários dias, a pessoa fica muito fraca depois de usar essas reservas e aumenta a possibilidade de levar com ataques cardíacos.

    A população continuou a diminuir devido à Peste Negra. Como não havia notícias como hoje em dia há, as pessoas não se apercebiam do que era a Peste Negra.

    Só quando tinham os sintomas da febre máxima, os tumores nas virilhas. Vómitos, convulsões, diarreia com sangue, tosse com sangue e pus. O corpo sofria hemorragias e sangramentos.

    Há quem diga que o Papa também morreu na época da Peste Negra.

    Só muito poucas pessoas sobreviviam, era muito raro, a medicina era muito primitiva. Os médicos tiveram de inventar tratamentos, mas foram inúteis, mesmo com o fato de proteção vestido, eles podiam infetar-se.

    As ervas aromáticas disfarçavam o mau cheiro e evitavam que as partículas de infeção que saíam pelo ar fossem contagiar outros.

   As principais queixas eram bubões que as pessoas tinham nas axilas e nas virilhas.

    Um famoso pintor que vivia em França, ao fazer a sua arte dentro de casa, via pessoas pobres dizimadas e familiares a puxar doentes em carrinhos de mão. Queimavam as pessoas que morriam.

Os “Culpados” da Peste

     

Clemente VI – o Papa que protegeu os Judeus

     Este “castigo divino” teve os seus “Culpados”: os muçulmanos foram acusados em Espanha e em Portugal foram acusados os Judeus.

       Agora há pessoas que culpam os Chineses.

     Em 1988,  houve a grande depressão na China;  muitas pessoas  – os agricultores de pequena dimensão – começaram a comer tartaruga e cobra; com a China à beira do colapso,  autorizaram o consumo de animais selvagens e até de alguns em extinção. Hoje em dia comem pangolins, ratos,  minhocas, alguns insetos.

     Muitas pessoas entre os cristãos pensavam que a praga tinha sido lançada pelos judeus, acusados de envenenar as águas das fontes. Alguns foram queimados vivos em fogueiras.

      Viveram-se tempos de perseguição e intolerância

   Durante a crise da Peste Negra, na Europa, um terço da população morreu – 400 milhões de pessoas ficaram infetadas, só 200 milhões de pessoas é que não adoeceram, mas  viviam no dia a dia com medo da morte e com intolerância contra o povo Judeu, perseguindo os judeus e matando-os.

Improviso Oral sobre História do Século XIV – FM5C

CAD em Isolamento – A 1º Guerra Mundial – I

   Improviso Oral do Aluno com base na sua pesquisa pessoal:

O Início da Guerra

ruínas

     Photo par formulaire PxHere

    Tudo começou no ano de 1914, quando o Arquiduque do Império Austro-Húngaro, F. Fernando, fez uma visita de Estado à cidade de Sarajevo (capital da Bósnia Herzgovina) – onde ele e sua mulher foram assassinados por um estudante Sérvio – Gabril Prince.

   Com isso, o Império Austro-Húngaro enviou uma carta de exigências à Sérvia, que recusou. O Imp Austro-Húngaro declarou Guerra à Sérvia.

    O Governo Russo mandou soldados para ajudar na luta contra o IAH, assim, a Alemanha disse à Rússia para não intervirem na Guerra. A Rússia recusou e a Alemanha declarou guerra à Rússia.

     A Alemanha também enviou uma carta à França para declararem a neutralidade.

    A França não respondeu e a Alemanha declarou guerra à França.

biplanoPhoto par formulaire PxHere

  A Alemanha sabia que uma Guerra em duas frentes a probabilidade de perderem era grande, mas eles tinham um plano. Chamava-se o plano Schifeliennr.

  Este plano consistia em: como a Rússia era muito grande, demoraria alguns meses para ficarem prontos para a guerra, por isso, a Alemanha ia com tudo para a França, mas os Alemães sabiam que a França ia proteger bem as suas fronteiras, por isso, decidem passar pela Bélgica, que era um país neutro.

wikimedia.org

   Com a invasão da Bélgica, a Grã-Bretanha declarou guerra à Alemanha, juntando-se assim, à França.

  Pensaram que a Bélgica ia ser facilmente derrotada, mas conseguiram aguentar-se mesmo perdendo as batalhas, como Verdun e La Lys.

   O Império Austro-Húngaro tentou um avanço nos territórios russos, mas o Império Austro-Húngaro não aguentou o inverno Russo. Com isso deixaram a Rússia um mês depois. Tentaram então o avanço em território Sérvio onde conseguiram capturar a cidade de Belgrado. Mas a Sérvia deu-lhes uma chapada na cara e expulsaram-nos uma semana depois. 

(Fim da I Parte)

 CAD em Isolamento – Tertúlia de História de 9º no 5º – Improviso de FM5C

CAD-em Isolamento -A Peste Negra

médico da peste

Image par Christian Dorn de Pixabay 

Peste Negra na Europa

      A Peste Negra foi espalhada principalmente pelos produtos de comércio que, muitas vezes, transportavam ratos; estes,  nos seus pelos, transportavam uma pulga (praga) que, ao desembarcar na cidade de Génova e Veneza, fizeram com que se começasse a expandir a peste negra por toda a Europa.

A contaminação da Peste Negra 

cemiterioImage par Shutterbug75 de Pixabay 

     A contaminação era feita através de contacto com vários membros e como hoje também, com a CoVid-19, por espirros.

     Vários dos médicos, na altura, perceberam que quando a pessoa tinha peste negra, tinha de passar por:

 Fase 1  Febre alta, tosse com sangue e pus, dores nos músculos e vómitos.

 Fase 2- Continuação de febre alta e tosse com sangue e pus, inchaço de bolhas nas axilas e nas virilhas, tremores e convulsões.

 Fase 3Quem chegava à fase 3, praticamente morria, porque na fase 3 cresciam bolhas do tamanho de maçãs ou de um ovo, febre de 40 a 48 graus; da boca saltava por vezes sangue. A vítima infetada com a peste morria por volta de 4 ou 5 dias após a infeção.

Higiene Na Idade Média

porquinho

Image par PublicDomainPictures de Pixabay 

     A higiene na idade média era completamente sem condições, pois no séc. XIV, não havia tratamento de esgotos, muitas vezes as Famílias tinham porcos dentro de casa, para comerem restos de comidas e lixo que havia nas casas, o que ajudou a que a contaminação da peste fosse ainda maior.

Como os Médicos Tratavam As Doenças

ervas aromáticasImage par Seksak Kerdkanno de Pixabay 

     Os médicos tratavam a doença aconselhando tomarem banho de rosa e hortelã, evitarem o contacto com outras pessoas, quando as pessoas já iam morrer, com os tumores grandes, esfregavam ervas aromáticas e vários tipos de perfumes.

A Única Parte  da Peste Negra

Que Correu Bem Em Cidades E Aldeias

     mapa da europa

commons.wikimedia.org

    A Peste negra estava a criar tantas vítimas mortais que morreu um terço da população da Europa, (quase a população inteira do Brasil) mais de duzentos milhões de mortos, em várias cidades, principalmente de Portugal, Itália,  França e Alemanha.

     Começavam os cadáveres a tornar-se fonte de contaminação. Como queimavam os cadáveres, colocavam-nos dentro de valas nas florestas e, muitas vezes, dentro de casas ou nas ruas principais das cidades.

     O pior de tudo é que houve a Grande Fome, depois a Peste Negra e quem conseguiu sobreviver ainda teve de levar com a Guerra dos Cem Anos.

CAD em Isolamento – FM5C – Improviso Oral sobre a Peste Negra

As Férias Incríveis do Piano Sonhador – I

piano mágicoImage par MasterTux de Pixabay 

     Num mundo misterioso, vivia um piano; pela sua cidade era conhecido como “Piano Sonhador”, pois estava sempre a sonhar com várias ideias, algumas até reais. 

   Um dia, o seu Pai disse-lhe: 

   – Filho, amanhã vamos de Férias.

    Sem saber o que se passava, perguntou-lhe: 

    – Vamos de Férias? Para onde?

    – Para uma casa que aluguei. Fica na praia e tem piscina. Quando soube da notícia, ficou muito feliz e começou logo a fazer as malas.

    No dia seguinte, eles foram de Férias para uma casa lá na sua cidade, quando lá chegaram, começou a explorar e depois foi o jantar. Depois de jantar, o seu Pai mostrou-lhe o quarto…

  Enquanto dormia, sentiu alguma coisa no quarto. Decidiu investigar e encontrou uma Máquina do Tempo.

(Continua)

FM5C

Elogio do Natal – II

bola vermelha na neve

Imagem de PublicDomainPictures por Pixabay 

Fazer o amigo secreto com a Família… o que será que vou dar?

Recebemos presentes porque relembramos o nascimento de Jesus Cristo. Por isso sabemos que é especial o dia de Natal.

Todos os povos do mundo têm encontro marcado no Presépio.

Presentes inesquecíveis esperam junto à lareira como sorrisos escondidos.

Cada Natal, algo de diferente pode acontecer, pois somos uns dos outros, com Jesus. O nosso cabaz de Natal para uma Família é como os alimentos que os pastores levaram ao Presépio.

Na mesa, deliciosas sobremesas para todos.

A Família toda reunida faz parte do mistério da Alegria.

E na turma, o cabaz solidário para uma Família Querida, Montar o presépio e a árvore com a Família, que diversão!

Adoro o Natal, pois transmite boas Memórias e abre novas Esperanças!

Texto a 4 mãos – FM5C, LF5B, MF5B, OE

Elogio do Natal

boneco de neveImagem de Larisa Koshkina por Pixabay

Este Natal há surpresas diferentes no ar!

Amor a cantar transborda dos corações…

O  Natal é especial, com a Família toda a dançar.

Com amor celebramos para nos lembrarmos de Jesus Cristo.

Dia 25 não é para chorar, sorrir é o que não vamos parar de fazer.

Lembramo-nos dos outros mais distantes, eles tornam-se próximos de nós.

O Natal é para dar e receber muitos miminhos de todas as pessoas do mundo.

Está-se bem a falar de amor: é a mais fabulosa parte do ano, receber e dar amor a toda a gente do mundo.

Texto a 4 mãos – FM5C, LF5C, MF5B,OE

Tertúlia de HGP

península romanizada

Wikipedia-Commons Share Alike 4.0 Creative Commons

     Lu – A Romanização significa que os Romanos não vieram só invadir-nos; também nos ensinaram hábitos deles, como a escrita em Latim e a numeração romana.

Fr – Trouxeram-nos árvores de fruto, como a Oliveira e a Videira.

Lu – Ensinaram-nos o hábito de  fazer estradas em pedra.

Mr – Dizia-se “Todos os caminhos vão dar a Roma, porque Roma era muito importante.

Fr – Ainda hoje é.

Lu – Não há ninguém no tempo deles que desrespeite os Romanos.

Le – Havia anfiteatros com lutas terríveis. Os mais ricos viviam em casas com jardins por dentro.

Mr – Havia termas em casa e chão com mosaicos. Havia também Termas Públicas.

Fr – Os mais pobres viviam em “Insulae” ou “ilhas” que eram prédios com vários andares. Nas cidades existiam Fóruns – Praças onde eles compravam e faziam comércio.

Le – Os Romanos tiveram dificuldade em conquistar o GTrupo de Viriato e sua tribo, os Lusitanos. Conheciam bem o terreno e preparavam armadilhas para se os Romanos atacassem.

Mr – Quando preparavam as armadilhas, como os Romanos não conheciam bem aquele território, perdiam.

Fr – Preparavam emboscadas nos desfiladeiros.

Le – É mais correto dizer emboscadas, pois estão pessoas presentes, enquanto a armadilha só funciona sozinha e é se funcionar.

Fr – Jesus nasceu na Judeia, um território que pertencia ao Império Romano. O Imperador não gostava muito dele, porque Jesus diz que todos os homens eram irmãos, iguais e que deviam ter os mesmos direitos.

Lu – As pessoas perguntavam-se como seriam irmãs do Imperador, pois ele via-se como um deus. Os Romanos eram politeístas.  Os cristãos diziam que havia um só Deus acima de todos.

Fr – Quando chegou aos ouvidos do Imperador, este ficou muito zangado e mandou matar os bebés rapazes. Era Herodes o governador da Judeia.

Le – Houve um Imperador Romano que deixou as pessoas serem cristãs ou não. Foi Constantino. O Imperador Teodoro tornou o Cristianismo a Religião Oficial do Império.

Mr – O ponto alto do Cristianismo foi a morte de Jesus na Cruz. Puseram-lhe uma coroa de espinhos. Sepultaram-no e puseram-lhe uma pedra .  Depois, foram visitá-lo e não estava lá. Então foram a correr para a aldeia avisar toda a gente.

Lu – Era uma gruta tapada com uma pedra, dois soldados à frente; um anjinho falou-lhes e eles começaram a tremer. 

Mr – Um Anjinho falou a Abraão, a sua mulher não podia ter filhos, e ele teve. 

OE – Foi Jacob.

Fr – Não era Isaac?

Mr – Não havia um povo que chamava ao Mediterrâneo “O Mar é Nosso.”

Le – Foram os Romanos.

Mr – Outro chamava à Espanha “Hispania”. 

Fr – Chamaram à Península Ibérica, ainda não havia Espanha. 

Lu – Fenícios, vieram da Palestina atual e deram-nos o alfabeto;  Gregos vieram do Sul da Europa e deram-nos a moeda. Os Cartagineses vieram do Norte de África e ensinaram-nos a conservação dos alimentos pelo sal. 

            Conversas de Estudo na Oficina – Lu5b, LS5B, FM5C, MF5B                          

Tubarões, os Maiores Predadores

     Tubarões: os maiores predadores dos ambientes aquáticos. Admiro muito o Tubarão Cabeça-Chata, porque, pela primeira vez na história, conseguiu ser mais perigoso e agressivo do que o Tubarão-Branco.

        Ordem dos Tubarões mais Perigosos do Mundo

ordem dos tubarões Pixabay:comClker-Free-Vector-ImagesOpenClipart-Vectors toshiyuki tajima   Clker-Free-Vector-Images

     Estes tubarões, normalmente, são encontrados no Sudoeste da Austrália, no Pacífico Temperado e, principalmente, ao largo das Américas.

     Em vias de extinção estão o Tubarão-Tigre e o Tubarão-Martelo; o primeiro é conhecido como “a lixeira do mar”, ou seja, tudo o que encontra na água, ele come.

    Já foram encontrados, na sua barriga, pedaços de pneus, metal, sacos de plástico… Isto faz com que a espécie desapareça facilmente. Quanto ao Tubarão-Martelo, está em vias de extinção pela caça intensiva: ele atrai os caçadores pela forma da sua boca.

FM5C

Os Dois Planetas

planeta azulImagem de SUMITKUMAR SAHARE por Pixabay

     Creio que o nosso Planeta é azul, porque tem mais água do que terra. Moro na Zona Temperada do Norte, num local que tem dias de sol e dias nublados. Aqui, ao pé do mar, é difícil haver neve. Gostava de explorar qual o clima no centro da Terra: deve ser muito quente, mas não sei quão quente.

    Estou no Planeta Terra há dez anos, ou há 120 meses, ou há  cerca de 3600 dias.

    Existe vida humana desde há muitos milhares de anos; quando começou, era uma vida extremamente diferente da nossa. Os homens caçavam, faziam armas, procuravam alimentos, alimentavam e protegiam as Famílias, enquanto as mulheres cuidavam das crianças e faziam roupas.

   As peles que vestiam, não era tanto por causa da nudez, mas porque fazia frio. A descoberta do fogo foi muito importante, porque se puderam aquecer; o fogo era também um símbolo de força.

    À luz da fogueira, os homens e mulheres podiam fazer gravuras e pinturas rupestres; faziam tinta com urina e sangue de animais…As Gravuras eram feitas com pontas de pedra que riscavam as paredes das cavernas; podiam gravar ou pintar memórias de caça; também usavam sons de búzio para se comunicar.

    No nosso Planeta interior, há tempestades quando estamos zangados, o dia está nublado quando estamos tristes e chove quando estamos a chorar. Mas quando há sol é porque estamos felizes e descontraídos.

     Gosto do meu Planeta interior.

    Acho que ele tem zonas inexploradas; por exemplo, na Adolescência, temos dores nos pés: significa que estamos a ficar maiores; as borbulhas na cara – há quem lhe chame “puberdade” – é quando começamos a entrar na Adolescência. À medida que envelhecemos, os ossos cada vez ficam mais frágeis, menos protegidos e a pele desidratada. 

    À medida em que formos crescendo, vamos descobrir “coisas” que há dentro de nós, que antes, quando éramos mais novos, não sabíamos que existiam…

Conversas na Oficina – FM5C

Leitura e comentário de “Os dois Planetas” em Exploradores Emocionais

 Ecologia Emocional para Crianças, de Mercé Conangla e Jaume Soler 

Memórias no 1º Ciclo: A Professora

By Amangpintor – Own work, CC BY-SA 4.0, Wikimedia Commons

     Se eu traçasse um mapa da minha Vida, um dos pontos mais importantes seria a minha Professora da Primária. Chamava-se Patrícia Batista Coelho, mas eu e os meus colegas tratávamo-la por “Tixa”.

     Lembro-me perfeitamente que, no 3º ano, a Tixa dava-nos mais tempo de intervalo e trazia umas cordas para nós brincarmos e a Tixa também saltava à corda!

     Tenho tantas memórias dela… se eu dissesse tudo, só saíamos daqui amanhã.

     Lembro-me quando a Tixa me deixava apresentar trabalhos de História, como, por exemplo, o trabalho que fiz sobre a “Jugoslávia”.

      Às vezes, quando eu chegava a casa, a Tixa dizia à minha Mãe que eu sabia mais coisas de História do que ela, porque era uma matéria de que eu gostava muito.

    A melhor memória de todas foi quando fizemos uma festa ao Johnson – que era o nosso esqueleto da sala. Foi o melhor dia da minha Vida!

     Eu estou com muitas Saudades dela!

FM5C

Metas Globais: Ajudar o Planeta

meta 14

Gentileza de ODS.pt

A Vida no Mar

     Pesquisando na Net, podemos ver que há uma grande quantidade de poluição no mar. Em 2050, se continuarmos assim, vai haver mais plástico do que peixe, no Mar. 

meta 6

 Gentileza de ODS.pt

Água Potável e Saneamento

     Agora imagine que, ao tomar banho, enquanto uma pessoa põe o gel de duche, desliga a água. Já estamos a ajudar, porque há muitas pessoas no mundo que não têm água potável.

     Durante os Ciclones, em Moçambique, as pessoas ficaram sem água; beberam lama e ficaram doentes com cólera.

meta 1Gentileza de ODS.pt

Acabar com a Pobreza 

      A Professora mostrou um vídeo, em que, jovens em vários países fizeram algum Projeto para ajudar o Planeta. 

    Na Turquia, inventaram uma ideia de que eu gostei muito: criaram sacos e objetos com cascas de banana!

     Na Índia, havia muitas casas de banho públicas. Uma miúda criou um Projeto em que, ao puxar o autoclismo, se gastava menos água.

     Uma senhora, na Síria, ajudou as mulheres a aprenderem. Antes eram muito mal tratadas e não tinham escolas. 

ondaPixabay License Image by Gerd Altmann from Pixabay 

Projeto Solidário em Curso

     Fizemos um trabalho escolhendo, cada um, uma criança que precisa de ajuda.

     A minha é uma menina, chamada Wayna; tem 8 anos de idade, vive nas Filipinas, em Manila; quer ser veterinária – na foto aparece com um cãozinho ao colo.

    O que posso fazer para ajudar? Eu posso fazer pulseiras para angariar dinheiro; compro-lhe roupas e envio para lá.

Conversas na Oficina – FM5C

O Que Gostaria de Fazer no 5º Ano

O Que Gostaria de Fazer:
Em Ciências Naturais
Aprender/Ensinar a minha Turma sobre o tema: 
Tubarões  – Vida Aquática
Com as Metas Globais
Escolha da Meta Global para o nosso Grupo: 
1 – Fome Zero
2 – Erradicar a Pobreza
3 – A Vida na Água
E criar um Projeto para fazer a Diferença no Mundo.
 
Objetivos de Estudo
Em HGP, estudar Relações Internacionais e Histórias Internacionais.
Em Ciências, aprofundar como é que o Planeta Terra é o único  a ter Vida.
 
Objetivo Comunitário de Turma 
  5C: Contribuir para um ambiente amigo.
FM5C