Três Rafeiros Alentejanos

     

Image by Davgood Kirshot from Pixabay      

     Era uma vez um senhor muito velhinho que adorava cães. Foi buscar três rafeiros: eles eram bebés e quando foram para casa, começaram logo a fazer disparates:

          • Comeram o saco de ração;
          • Roeram um cabo elétrico;
          • Espalharam um saco de carvão.

        O senhor já estava farto, mas aguentou-se e não se irritou. Entretanto, ele já não sabia o que fazer; então decidiu fechá-los á chave para eles não fazerem barulho à noite.

        Uma noite em que estava trovoada e muito vento, o dono foi dormir. A meio da noite, os três rafeiros Alentejanos ouviram um barulho e parecia que estava alguém a tentar abrir a vedação. Os cães ficaram quietos, cheios de medo.

       Depois viram um laser a apontar para a porta. Passados uns minutos, houve alguém que entrou lá dentro. Os três rafeiros Alentejanos tinham que fazer alguma coisa.

       Então, primeiro, dois foram buscar uma manta; depois foram buscar sabão, enquanto o outro foi buscar legos. No corredor, espalharam os legos, na sala encheram o chão de sabão e, na entrada, ficaram os três com a manta.

       Lá vinha o ladrão com o dinheiro. Queixou-se logo dos pés quando pisou nos legos; depois escorregou no sabão e foi contra a parede! Já estava cansado e foi-se embora, mas quando chegou à porta, os cães meteram a manta em cima dele: ficou todo enrolado!

     O dono acordou e foi ver o que se passava: ficou a perceber que os cães até eram bons; chamou a polícia e o ladrão foi para a prisão.

GE6A

Proteger os Donos

 

     

Image by Mylene2401 from Pixabay 

     O meu animal doméstico preferido é o cão, especialmente a raça de Bulldog Francês, como a minha cadela, a Biba que, por sinal, é muito educada: não sobe aos sofás e  não morde;  gosta muito de estar na cama, de comer ração e de apanhar sol no terraço.  

      Os momentos que eu nunca vou esquecer são: quando eu nasci, ela não deixava ninguém aproximar-se de mim; também, quando fazemos passeios enormes com ela, na Quinta das Patinhas, onde há muitos caminhos no meio do mato.

     Penso que os cães existem para proteger os seus donos.

FT5B

O Tesouro da Família e dos Amigos

     

   cadescrita.org

     Pais e Irmãos têm o mesmo sangue e damo-nos tão bem que nunca nos vamos afastar. Às vezes, a minha Irmã mais velha e eu, zangamo-nos, mas depois fazemos as pazes.

     Um dia, também  eu irei ter uma Família e estou ansiosa de ir fazer os lanches dos meus filhos, dar abraços… vai ser incrível!

      A minha Família e eu estamos a combinar uma ida ao Alentejo no inverno; a paisagem é muito linda: ficam os campos cobertos de flores. 

     Eu adoro os meus Amigos. Eles ajudam-me em tudo o que eu preciso. As minhas atividades favoritas com as minhas Amigas são estarmos todas à volta de uma mesa e “fofocar”; também adoro fazer festas de pijamas e ir a festas.

     Gosto muito, muito, quando estamos todas juntas!

CP5C

O Berlinde Mágico

 

Image by Ogutier from Pixabay 

     Era uma vez uma dupla de superheróis: um tinha o poder do fogo e o outro tinha o poder dos raios; eles tinham uma ajudante, a MC.

    Ela ajudava-os muito a derrotar sete irmãos malvados. Eram todos muito fortes; eles já se tinham enfrentado várias vezes, mas havia sempre um empate.

    O mais difícil de derrotar era o Max: ele tinha o sorriso do tamanho da cara, o cérebro à mostra, com uma faca espetada na cabeça. Traz um cinto cheio de facas; nas mãos, tem oito cabeças humanas e a roupa rasgada está cheia de sangue.

     Mas houve um dia em que eles o derrotaram, e prenderam-no num berlinde mágico que um Feiticeiro lhes tinha dado.

     O berlinde era muito raro, pois só havia um no mundo. Era oco no interior e o Max foi sugado lá para dentro.

MMD5D

 

Os Cavalos precisam de Liberdade

 

     

Image by Džoko Stach from Pixabay 

    Os cavalos precisam de viver com liberdade para serem felizes.

   Em relação a este assunto, acho que as pessoas não podem só fazer trabalhar e cansar os cavalos. Também eles precisam de liberdade.

    Em primeiro lugar, se eles estiverem sempre a trabalhar, eles não são felizes, eles precisam de correr e de “mandar cangochas”.

    Em segundo lugar, os cavalos precisam de saborear os passeios que os donos devem dar. É bom os donos passearem os cavalos, para eles se sentirem confortáveis.

     Finalmente, é muito melhor os cavalos terem uma relação com os seres humanos do que apenas com outros cavalos, porque eles aprendem muito mais do que vivendo apenas entre si.

    Por todas estas razões, defendo que os cavalos precisam de viver com muita liberdade para serem felizes.

JM6A

O Que me faz VOAR – 4

  Image by Please Don’t sell My Artwork AS IS from Pixabay    

     Sinto-me bem ao pé das pessoas de quem gosto. A coisa que me desperta, quando estou na minha cama é pensar que as minhas encomendas vão chegar até ao meu coração!

    Quando tenho atenção apenas para mim, sinto-me a pessoa mais sortuda do mundo.

    Adoro tirar fotografias e brincar com as minhas Irmãs.

    O meu desporto favorito é basket, onde tenho muitas amigas com quem posso contar sempre. Eu sonho ser jogadora de basket e modelo!

     Espero que um dia também seja a vossa vez de VOAR!

MT5D

Os Poderes no Jardim Usera

cadescrita.org

     Um dia, eu passeava pelo Jardim Usera e sentei-me junto a uma árvore que estava cheia de folhas, flores e pássaros lindos.

     Depois,  a árvore falou comigo e disse:

    – Vou levar-te numa Aventura! E, com a sua raiz, atirou-me até outra árvore, que me atirou até outra árvore, e foi sempre assim, até me levar a ver as nuvens.

     Depois, caí em cima de um arbusto que falou comigo e disse:

     – És a Rainha da Natureza!

     E deu-me o poder de sentir quando fazem mal à Natureza.

     Uma vez, eu senti uma árvore a ser cortada, mas não fiz nada, porque tinha preguiça.

    Então, apenas me sentei, apareceu a Rainha da Natureza que me tirou os poderes.

    Certo dia, vi pessoas a arrancarem flores no Jardim Usera; corri para lá e expliquei que as flores tinham vida e eles pararam.

     A Rainha da Natureza devolveu os meus poderes e eu fiquei feliz e protegi as florestas até ao fim da minha vida.

     MCF5A

Querido Eu – VI

 

Image by PIRO4D from Pixabay 

Texto para o Futuro: De 2022 para 2041

Jardim Usera, Amor de Deus

19/01/2022

          Querido Eu,

     Eu tenho 10 anos. Quero perguntar-te se eu estou saudável e qual o curso que eu fiz!

     Tenho uma casa? Tive Filhos?  A minha Mãe está bem? E o meu Pai? Também queria saber se os meus filhos estão na Escola Amor de Deus.

     Alguns dos meus Amigos ainda fazem parte da minha vida? Qual é o meu trabalho? Aonde eu moro?

     Bem… Espero que eu esteja bem, queria desejar uma boa vida!

     Aposto que vou sentir saudades do Ninja! (o meu cão).

     Espero que eu more nos Estados Unidos! É o meu maior sonho!

     Também quero viajar com todos os meus Amigos e Família!

      Querido Eu… espero que leias esta carta. Quero agradecer pelo meu Futuro! De qualquer maneira, se a minha vida não é como eu esperava, agradeço.

Beijinho Futuro,

JN5C

 

 

 

Adoro a Quinta e os seus Animais

Image by Speedy McVroom from Pixabay

     Os Animais da Quinta são cavalos, burros, galinhas, patos, coelhos, porcos, ovelhas e, às vezes, cães.

     Os cavalos são grandes e fortes, têm crinas longas, onde eu gosto de fazer tranças; também adoro montar a cavalo, é uma das minhas atividades preferidas. Eles comem feno e ração, maçãs e cenouras. Os burros são meigos e teimosos.

     As galinhas, loucas e engraçadas, de quem eu tenho um bocadinho de medo, mas também não sei porquê! E é a mesma coisa com os patos!

     Os coelhos são superfofinhos e peludinhos, gostam de roer cenouras!

     Os porcos são um bocadinho porcos, porque estão sempre a deitar-se na lama, mas são muito engraçados e adoram bolotas, é como se fossem gomas, para eles.

     As ovelhas são muito queridas e têm um pêlo superfofinho. E também pode haver cães. Eu tenho uma cadela, chama-se Uva; ela é muito querida e adora biscoitos.

     Eu adoro a Quinta e os seus Animais!

CF5D

Mais um Ano de Natal

Image by Gerd Altmann from Pixabay

     Mais um ano de Natal, muitos presentes, muito amor e muita paz. Eu espero receber presentes, estar com a minha Família. Embora haja pessoas que pensam que o Natal é só para receber presentes, essas pessoas não têm razão, o Natal é para estar com a Família.

     Quando eu estive em casa da minha avó e da minha tia, era muito bom, as pessoas estavam mesmo felizes, mas não estavam muitas, por causa do Covid-19.

     As pessoas sentiam-se contentes umas com as outras. Quando chegou o momento das prendas, os miúdos ficaram todos felizes. Eu recebi uma camisola da Vans, uma tshirt da Quick Silver, uma 4.PS4…

    Embora este ano ainda exista Covid, as pessoas estão bem.

JM6A

Oração da Manhã – 7 de Fevereiro

7 de Fevereiro 2022 

 

Pastoral – CAD

    

     Orgulha-te do caminho percorrido. Agradece. Mas não fiques parado lá onde estavas. O caminho continua. Diante de ti abre-se um horizonte de novos compromissos, de recomeços, de algo que tem que ser feito de forma diferente. Sem ansiedades! A cada dia um simples passo. Para que no fim possas agradecer pela estrada percorrida. 

    Apoia-te nos que te querem bem. Conversa. Pede ajuda. Está atento a quem possa precisar da tua palavra ou do teu silêncio. No início de mais um semestre, mais uma oportunidade. A melhor oportunidade de todas para poderes aprender e crescer. Estamos juntos. Aliás, só juntos podemos, de facto, ir mais longe. Preciso de ti para ir mais longe. Conta comigo. 

Felizes, no Jardim Usera

cadescrita.org

     O Jardim Usera é um jardim em que se pode brincar, socializar e contemplar o que é belo.

    O Jardim tem caminhos feitos com traves de madeira entre a relva para passearmos, tem um anfiteatro com um palco e bancadas de madeira.  À volta do anfiteatro e mais acima, há bancos e pequenas mesas de madeira com guarda-sol incluído.

    Ao lado do anfiteatro, cresce uma palmeira gigante; mesmo junto ao tronco tem um cogumelo branco a crescer, ervas e tulipas a nascer à volta e uns ramos verdes amarelados.

    Eu adoro ver as borboletas e os pássaros a voar. Já apanhei uma borboleta; ela era preta, laranja e era muito meiguinha.

  Quando nós estamos aqui, sentimo-nos felizes e livres. Sentimos que nos livramos do barulho que há nas cidades. Há um instante, passou um melro a saltitar e tentamos dar-lhe bolachas.

MC6C

A Gatinha RICOTA

 

Image by Thomas B. from Pixabay

      A minha Gatinha representa  uma amizade de quatro patas para mim.

     Ela tem um ou dois anos, é muito elegante e tem o pelo castanho-amarelado, preto e branco; tem uns lindos olhos verdes-claros.

     Tem os bigodes muito grandes e fofos, as orelhas são muito bonitas e pequenas.

     O que eu aprecio mais nela é ser muito fofa, muito gira e meiga.

     Ela só me irrita quando me arranha. O que eu gosto mais de fazer com ela é brincar. 

     Quando a Ricota for velhinha, eu vou tratá-la com muito carinho e amor, vou brincar com ela todos os dias, vou dar comida todos os dias e levar ao veterinário.

MM5D

Animais Felizes em Casa


Image by JL G from Pixabay

        Como podem os animais ser felizes em casa?

     Esta felicidade também depende do espaço e do sítio onde vivem.

     Em primeiro lugar, os animais de estimação precisam de espaço para correrem e brincarem à vontade. 

    Em segundo lugar, os donos precisam de uma área verde e com natureza, porque os animais têm mais contacto com a Natureza do que nós. 

   Finalmente, a relação com os humanos ajuda a desenvolver a inteligência dos animais, porque eles passam a aprender tarefas novas, como ir uscar a bola, dar a pata e outras. 

    Assim, vemos como os animais podem, na realidade, ser felizes em casa.

GE6A

Momentos de Liberdade

Image by Larisa Koshkina from Pixabay

    Viver numa casinha, sem ninguém ao lado… Às vezes é mau estarmos isolados, mas às vezes é bom não termos ninguém a aborrecer, não temos preocupação com os outros e estamos no nosso mundo.

Image by OpenClipart-Vectors from Pixabay

    No verão vou ter uma prancha nova de Body Board; a minha  praia preferida é Tróia, vou sempre lá de férias.

    Adoro ficar na piscina da casa da minha prima até à meia-noite, só com as lanternas dos telemóveis.

Pixabay Iicense

    Agora brinco com os meus animais de estimação e as minhas duas Labradoras estão no quintal de minha casa. Também gostava de ir acampar com os meus primos no Alentejo.

MC6C

A Coragem do Natal

Image by Anastasia Lavrinovich from Pixabay 

     Para mim, os Natais nunca são iguais, há sempre algo de diferente, como, por exemplo, as prendas que nós recebemos, as conversas que nós temos...

     Este ano gostava de receber roupa e de oferecer produtos às pessoas que não têm nada.

    A nossa tradição é abrir os presentes o mais tarde possível, ou até à meia-noite. A Avó faz muitas sobremesas, rabanadas, bolos…

    As decorações que eu gosto mais são a árvore de Natal, o presépio e as luzes de Natal. A Árvore é verde, tem uma estrela no alto, tem luzes à volta, fitas e bolas de Natal.

   Desejo que este Natal traga coragem e bons momentos de Alegria, em especial às pessoas que estão em países pobres e que quem tenha Covid consiga ficar bem.

   Devemos usar a máscara quando estivermos com os nossos avós dentro de casa, fazer os testes rápidos antes e depois dos encontros familiares, arejar as salas durante os convívios, para comer, se possível ter duas mesas postas e dar preferência às máscaras FP2.

MC6C

Uma Época Mágica

Image by Jill Wellington from Pixabay

     Apesar de o Natal ser todos os anos, nunca me cansa, porque é uma época onde estamos todos juntos: os avós, os tios, os primos…

     Eu, este Natal, pedi uma tartaruga terrestre e acho que a vou receber!

     Adoro as decorações, mas uma das que eu mais gosto é a árvore de Natal: ela fica  linda quando se ligam as luzes!

         Uma das tradições que eu mais gosto são “as fadinhas” eu e as minhas irmãs, todos os anos, desde o dia 1 ao 24, pomos umas meias de Natal na nossa cama e, quando acordamos, estão lá presentes.

      Se um extraterrestre me perguntasse o que era o Natal, eu respondia:

     – O Natal é uma época mágica, onde tudo está decorado. Estás a celebrar com a família e os amigos. E também a história do pai Natal, um senhor muito querido, velhinho, gorducho e barbudo que nos traz presentes!

MCF5A

Viver a Natureza

Image by David Mark from Pixabay 

     A Natureza, para mim, é algo incrível. Nós, seres humanos, só podemos construir coisas e criar filhos, mas não podemos criar vida.

    Vivo a Natureza quando faço as minhas caminhadas de 5  7 quilómetros, aprecio árvores, relva, flores e água. Isso faz-me sentir puro.

     Em Ciências aprendemos sobre a vida dos animais e eu já tive muitos gatos, um cão e um coelho, que já morreram. O Ruby morreu com 3 anos, que foi um recorde para um coelho.

    Eu acho que a Natureza se formou porque Deus sentia-se sozinho; então, Ele criou a Natureza. 

GS5A