Uma Ilha Explosiva

combatentes de fortnite por terra e por ar

 Flickr CC 2.0

MI – O meu jogo preferido é o Fortnite, onde temos de matar os habitantes de uma ilha explosiva. Usamos as armas que ganhamos na própria ilha; procuramos as armas no chão, em casas, dentro de baús…

DJ – O meu jogo favorito também é o Fortnite, porque é um jogo competitivo. 

MI – Também podemos construir e destruir! Se destruirmos algo com picareta, como paredes de uma casa ou carros ganhamos esse material e podemos construir.

DJ – A minha cidade favorita é Titéa Tawars. Tem muitos prédios altíssimos, um Big Ben, uma loja de roupas que foi destruída por um cubo roxo gigante, o qual também se destruiu, mas foi num lago vazado.

MI – E se tivermos um amigo para jogar, podemos empurrar um carrinhos de compras com ele lá dentro. Uma vez em que eu tinha um amigo dentro do carrinho, comecei a empurrá-lo, atirei-o por uma ravina abaixo e ele morreu. Mas não é suposto matar os amigos no jogo.

DJ – Nesta cidade, matam-se corajosamente os inimigos e aqui faço recordes: já atingi os 34 “kills”. Uso armas perigosas que estão escondidas, e às vezes, “dropadas”, isto é, caídas no chão. 

MI – Uma vez, eu estava a construir uma ravina e aí ela explodiu: outro jogador estava a atirar com “bazuka” eu atirei-lhe um pára-quedas e matei-o, mas logo a seguir caiu-me uma “drop” em cima e morri!

DJ – Posso combinar estratégias com amigos. Às vezes jogo “Parquinho” em que faço uma vez um tipo de “Battle”, isto é, de batalha em que nos podemos matar e divertir ao mesmo tempo.

MI – Uma “drop” é uma espécie de caixa de armas que vem do céu. Se a abrirmos, está cheia de armas lendárias: Scar, Rocket, P90, Ivi lendárias, Ivi shot gun, Ivi Snipper…

DJ – A minha arma favorita é a Heavy Shot Gun, porque provoca muito dano. Quando faço 0X1 – que é a batalha de construção – com os meus amigos, faço em “Build Metal”. Ganho porque sou “bué bom” e digo “GIG”, que significa “Good Game”!

MI – A minha arma favorita é a Rocket, porque faz explodir tudo! Dispara-se e Buumm! Onde eu quero chegar é ao primeiro lugar em “Kills”.

(Partilha Oral com alguma escrita) MI5C e DJ5D

Natureza Viva

 jellyfish rosadas em mar azul e a frase do Alex

     Pyckril.com

     A Natureza é, para mim, uma realidade preciosa que se deve preservar e bem tratar, o que, infelizmente , hoje em dia, é pouco feito.

      Os momentos em que eu me sinto mais ligado com a Natureza é quando vou fazer mergulho.

     Há várias maneiras de apoiar a natureza; uma delas é fazer reciclagem, não gastar electricidade.

    Às vezes as pessoas pensam : “Se for só eu a fazer não vai ajudar” – mas olha, vai! Se cada pessoa contribuir o mundo vai ser um lugar melhor!

    Por exemplo, na escola, agora, há um projecto que se chama “A Horta Biológica” em que se pode ajudar a sensibilizar as pessoas mais jovens para fazer acções boas para o mundo.

      Uma das experiências em que a Natureza que me envolveu mais foi quando estava a fazer mergulho e vinha da caça, ao fim da tarde.

     Trazia imensos peixes num enfião – que é uma espécie de cinto em arame – e polvos, num saco de rede.

     Já estava a ficar noite e eu comecei a sentir medo: estava a aproximar-me da costa e uma grande mancha de alforrecas apareceu à minha frente.

      Só fiquei parado, a olhar. Até que o meu irmão chegou, continuou a nadar elas dispersaram!

AT 8A

A vida em Projeto e Sentimento

vela vermelha vista de cima rodeada de palavras positivas em dourado

   Pixabay CC0

     Neste momento sinto-me nervosa, por que tive agora um teste de Português: havia duas perguntas que não me correram bem; por exemplo, havia uma entrada de dicionário sobre a palavra “Derrubar”.

     Estou admirada porque tive 87% a Matemática!

     Sinto-me agradecida por ter pais!

     Eu gosto de fazer ski e quero melhorar a esquiar numa descida mais longa. Para isso, vou treinar no final do Ano. Se tivermos boas notas, o Pai prometeu que vamos voltar a Sofia!

     Como estudante, gostaria de subir a média a Português até 90%, a Ciências até 81% e a HGP até 98%!

     Para o conseguir, a Português vou aperfeiçoar a Gramática e posso criar pequenas histórias.

     A HGP, o meu avô ensinou-me uma estratégia: foi buscar uma tigela para mostrar as linhas imaginárias da Terra. Também peço para me fazerem perguntas.

     A Ciências, leio primeiro, depois tapamos e fazemos perguntas a nós próprios.

     Sinto-me grata por ter Família.

     Também por ter animais, que são coelhos e hamsters. Em casa da minha avó há um Beagle e uma Labradora. Eu brinco mais com a Quiqui, pois deixa-me montá-la.

JV 5B

Questões de Infância

  menina sentada num trapézio sobre nuvens

     Max Pixel CC0 

     Às vezes, nas nuvens e nas estrelas, vejo animais ou outras formas.

    Quando era mais pequenina, eu perguntava: “Como é que nasci?”.

     Uma amiga perguntou-me: “- Sabes como és feita?” Eu disse que não. Disse:

      – De Balões.

      E ela:

    – Não.

    – De Nuvens?

     E ela, sempre:

      – Não.

      Assim é que soube que era feita de carne.

      Foi a minha melhor amiga da Pré que me contou.

JV 5B 

O Que Me Causa Espanto É O Mar

   mar com bolhas de água

   Stencil CC0

     Sinto-me muito bem, porque os testes estão igualmente a correr bem; não tive nenhuma negativa e, até agora, estou a gostar mais de História.

     O que me causa espanto, é o Mar. O Mar fascina-me porque tem imensas espécies de animais, é lindo, quando mergulhas, parece que estás no espaço.

     Estar aqui, causa-me gratidão. Sinto que é misterioso.

    Posso escutar o silêncio: quando precisas mesmo de estar calmo e não ouvires nada; quando o professor manda calar.

     Gosto do silêncio quando preciso dele para trabalhar, como por exemplo, quando fiz as casinhas para os animais, na quinta ou quando preciso de arranjar um covo.

     Apanham-se polvos agarrando um covo que é uma caixa de rede fechada, com um buraco, por onde se mete uma sardinha. Os polvos entram e a caixa fecha o buraco com picos cruzados.

     Um projeto de estudante seria subir ainda mais as notas. A Português tenho positiva com o vocabulário e as perguntas de interpretação. A gramática não quero tentar, a não ser a de Francês. Em 2030 – para onde apontam as Metas Globais – vou estar ainda na Faculdade, a trabalhar em Part Time na Empresa do meu Pai ou Irmão. 

    Vou estudar Gestão ou Recursos Humanos, pois assim tenho emprego garantido.

    O meu Pai compra e recicla material elétrico, voltando a fazer material novo. Por exemplo: caixas, calhas, tubos que passam por dentro das casas. A Empresa chama-se “Building Future around the World”.

    Vou caçar ainda mais, naqueles mares ótimos, como em Marrocos. Pela caça submarina não me importo de acordar às cinco da manhã. Uso um fato especial e não sinto frio. Os robalos andam à caça, à noite e os sargos estão escondidos nos buracos, a dormir: é injusto caçá-los indefesos.

AT 8A

O Pôr do Sol é Incrível

por do sol em tons de fogo com frase da Maria

Stencil  CC0

     Para mim, a Natureza é uma das mais bonitas realidades no nosso Planeta. A Natureza é esplêndida em todas as Estações do Ano, pois em cada Estação, a Natureza acaba por mudar.

     Há pessoas que não gostam de algumas Estações, porque chove, ou está muito frio, mas eu acho-as maravilhosas. 

     Por exemplo, no inverno, chove muito, mas é uma sensação reconfortante estar a relaxar enquanto ouvimos a chuva a cair…

     Ou no outono, está muito frio, mas é apaziguador tirarmos um pouco do nosso tempo para observar as folhas a cair: é fantástico!

     As pessoas deviam começar a prestar mais atenção ao que fazem, pois, muitas vezes, podem contribuir para a destruição da Natureza.

     Por exemplo, basta deixar uma garrafa de vidro no chão que pode criar um incêndio e isso deve ser evitado; não estraga totalmente a Natureza, pois ela acaba por voltar ao normal. Mas, mesmo assim, é uma atitude muito negativa, porque toda aquela verdura deliciosa fica preta e sem vida!

     Uma das realidades mais encantadoras  da Natureza é o pôr do Sol! O pôr do Sol é incrível: quando olho para ele, parece que tudo o resto desaparece   e os meus problemas melhoram.

MB8C

Breves Notícias da Vida

silhueta de ciclista que parece voar contra um céu de tempestade
  Bicycle Stunt Bike Sport Biking Jump Action MaxPixel CC0

       Eu sinto-me grato por ter a vida que tenho.

     Às vezes não nos damos conta de que uma garrafa de água é tão importante e nós tornamo-nos dependentes das máquinas.

     Por exemplo: eu fui ao Algarve e fiquei sem televisão durante duas semanas. Quando cheguei a casa fiquei viciado em televisão! Há muitas pessoas que não têm televisão e, às vezes, nós não notamos esses pequenos pormenores.

     Gosto de ver as notícias, porque é interessante saber o que se passa no mundo. Por exemplo: há um Tsunami em França e eu tenho lá família.

     Gostava de fazer Karaté, Ciclismo e Natação. Natação já pratico; desejava treinar Karaté porque queria aprender a defender-me e a defender os outros. Adorava vir de bicicleta para a Escola: era o meu sonho!

      Em casa, estou a organizar-me para ter melhores notas, porque no 1º ciclo tinha notas mais fracas, mas eu sou como a minha irmã: ela começou a estudar no 5º ano!

SG5B

Perguntas a Mim Mesmo

relógio, relâmpago e caminho
                                                                  CC0       Max Pixel

    Hoje de manhã estava feliz, agora também estou feliz, mas se calhar, às oito estarei triste. Não sei se vou morrer daqui a uma hora; o tempo não espera por mim e eu admiro-me.

    Às vezes faço perguntas estranhas a mim mesmo: o que vou fazer quando morrer?

     Muitas vezes não durmo só de pensar nisso.

    E também estou sempre a mexer com esta pergunta: de onde viemos?

     Nós estamos aqui a falar normalmente, mas se calhar há outros seres, planetas, galáxias…

SG5B

O Que Merece Continuar

ponte de madeira que avança sobre um lago em direção á lua no horizonte

   Stencil 

    De onde vem tudo? Será que Deus existe?

    Será que fomos criados para ter um único destino?

    Será que reencarnamos noutro Universo?

     As realidades que merecem continuar são novos Seres Vivos, a Evolução, a Alegria, a Riqueza – não de ser rico – a Paz e as Crenças.

    A Alegria, para sermos um Povo bom; a Riqueza, para haver igualdade; a Paz, para não haver conflitos e as pessoas serem simpáticas e bondosas.

    As Crenças, para se melhorar a inteligência. Se temos uma crença, temos de explicar por que é que temos essa crença. Por exemplo, se penso que o cancro existe por uma causa, devo explicar.

   Tenho amigos com crenças, enquanto eu tenho outras. Então podemos debater; temos curiosidade de compreender as crenças uns dos outros.

PC7B

Romper a Corda Indestrutível

corda em volta de uma estaca que prende um barco

Stencil

      A Coragem é algo fácil de dizer, mas difícil de sentir. Perante um desafio perigoso é fácil dizer que se tem coragem, depois, o mais complicado é senti-la.

      Sentir a coragem pela nossa própria maneira de ser e não para nos mostrarmos aos outros!

     Nem sempre é fácil expressar o que se pensa, importando-nos com a opinião da pessoa ao lado, mas quando nos queremos expressar sem medo, este medo não deixa as palavras saírem, ficando presas na garganta, como a corda atada a um barco, para ele não poder partir.

     O objetivo de uma pessoa medrosa é romper essa corda indestrutível e, quando a paciência esgota, de tanto guardar esses pensamentos, num dia indefinido, essa corda rompe, libertando os pensamentos.

A. Vis

A Ida às Motas

salto de mota no ar

    CC0  Wikipedia Commons Stefan Krause

     Era Domingo, às quatro e meia; eu, muito entusiasmado, estava à espera que os meus amigos chegassem.

     Entretanto, como nunca mais chegavam, fui à piscina dar um mergulho.

     Eles chegaram e fomos para as Motas. O dono das Motas chama-se Rui.

     Uma das motas começou a deitar óleo, e o Rui mandou toda a gente sair para tirar óleo. Ele tapou com areia e deixou secar. Depois disso, voltamos para a pista.

     Era a minha vez de andar e como não  estava habituado, assustei-me com o barulho.

     Fiquei sob pressão e continuei a andar como se nada fosse.

     A Festa acaba e toda a gente sai de lá de rastos!

      Uma vez saí depois de quatro horas e já nem conseguia andar!

     Quando vou largado na Mota com o treino que o Rui me ensinou, sinto-me bem, feliz e transpirado!

FG 6B

Gratidão

jovem sentada num rochedo alto contemplando um lago rodeado de altas montanhas

       Photo by Nadi Whatisdelirium on Unsplash

     Era uma vez uma menina que estava sempre aborrecida com a vida, mas ninguém sabia porquê. A rapariga, chamada Isabel, achava que a vida só seria boa quando lhe ensinassem a viver.

     Ela sabia que para viver é preciso respirar, mas ela achava que devia existir algo mais. 

    A Isabel tinha um amigo que vivia ao extremo e que só se sentia vivo quando fazia uma coisa tão radical como saltar de pára quedas, surfar em ondas gigantes ou escalar os Himalaias. 

     A Isabel não gostava muito da maneira como ele vivia, porque achava que ele vivia a vida ao limite arriscando perdê-la.

     Isabel continuava a procurar o que lhe faltava, esquecendo.-se que a vida estava a passar sem ela perceber. 

     A Mãe da isabel dizia à sua filha para agradecer o que tinha e viver o presente, mas Isabel não percebia a mensagem que a mãe lhe tentava transmitir. 

     Isabel, acordou um dia de manhã, viu o nascer do sol e percebeu que o que ela estava à procura era de agradecer a vida que estava a deixar passar  aos seu lado; agradecer ao pôr do sol, ao nascer do sol, aos seus amigos e, principalmente, à sua Mãe, que lhe tentava dizer isso há muito tempo.

     Mas o que a Isabel precisava era de escutar a Mãe, a si mesma e de agradecer a vida que estava mesmo ao seu lado; ela só precisava de a agarrar!

CC8B

O Mágico Treinador

jovem surfando e a frase"Somos todos iguais diante de uma onda"Matan Vizel  CC0   Pixabay

      O meu treinador de Surf é mágico. Por uma razão (várias): ele é simpático, animado, inspirador e é corajoso.

     Já imaginam porque eu o chamei de “mágico”, não acham?

     Ele sabe quando tenho medo e, quando isso acontece, ele ajuda-me, encorajando-me. Ele consegue tornar-me o melhor a fazer Surf e, saí a ficar mais forte”!

     Ele pode ter muita força, mas também é muito querido e brincalhão.

     Eu gosto de inventar músicas com ele e começamos a cantar na carrinha de Surf.

     Eu acho-o incrível!

SCB6c

Os Outros no Coração

coração talhado no arbusto com a frase: Quero agradecer a todas estas pessoas na minha vida

     Imagem: Stencil Atribuição CC0

Sinto-me em segurança  e, ao mesmo tempo, preocupada.

     Sinto-me triste, porque ontem, estive perto de perder a minha melhor amiga e, nesse momento, senti-me muito mal, pois somos melhores amigas desde os nossos 3 anos e eu não queria mesmo nada perder a nossa amizade.         

      Nós já tínamos discutido antes, mas desta vez foi pior, ela não falava mesmo comigo.

     Mas, por outro  lado, também me sinto confiante,  porque há desde cinco meses tenho um namorado. 

     Neste momento, sinto que, conhecê-lo foi um dos  melhores acontecimentos que já vivi, porque tê-lo comigo faz-me sentir segura. 

     Ele ajuda-me em todas as situações; por exemplo, sempre que ele percebe que estou triste, vem logo ter comigo e apoia-me. 

     Quando alguém, por exemplo, me chama “feia” ou coisas do género, ele vem ter comigo e diz-me que sou linda, fantástica – e isso faz-me sentir confiante.

    Também me sinto muito feliz, porque tenho uma amiga que ultimamente tem sido como uma irmã para mim; ela ajuda-me em todos os assuntos.  Mesmo que eu diga que não estou triste, ela percebe que estou, porque me conhece. 

     Só quero agradecer por ter pessoas na minha vida  que se preocupam sempre comigo, são pessoas que significam muito para mim,  quero agradecer tudo o que fazem para eu me sentir feliz. 

     Quero também agradecer por me terem dado esta  vida e esta saúde para eu poder partilhar toda a minha felicidade e alegria com outras pessoas.

     Por exemplo, quando vejo alguém triste, dá-me vontade de ir ajudar e, depois de ajudar, eu própria fico feliz por ver os outros felizes.

MB8c

 

Treinando Skates de Dedos

dois skates de dedos virados ao contrário

Imagem: Oficna de Escrita

     Eu treino Skate de Dedos desde há um ou dois anos e já sou muito bom em truques que faço. Gosto mesmo de ser bom em Skates de Dedos.

     No Brasil, Skates de madeira com rolamentos nas rodas custam 180 reais e cá em Portugal custam 40 euros!

      Treino e monto Skates. Mudei as rodas de um Skate: trouxe chaves inglesas minúsculas e chaves de mini-porquinhas. O eixo das rodas tem uma argola que encaixa por baixo do Skate. Quando faço truques, posso partir as borrachas ou os “trucks” ou eixos das rodas.

     Treino para fazer um “flip” completo com dois dedos, fazendo o Skate dar uma volta inteira no ar. Também raspo num encaixe da janela que, para mim, é como um corrimão.

    Este minidesporto de bolso é muito útil, quando estou, por exemplo, no Mac Donalds, ou na Escola, na fila para o almoço, na casa de banho – aí uso a curva da torneira: faço um “Drop” e o Skate passa para a outra torneira.

     Na sala, ao pé da lareira, há um sítio para guardar lenha; quando está vazio, tem tijolos separados; esfrego-os com vela para o Skate deslizar melhor; ponho uma rampa do Tech Deck: aí raspo o Skate e caio na rampa.

     Este minidesporto tem-me trazido momentos de felicidade e diversão.

LJ6a

No Coração dos Jogos

pai natal no minecraft

     Imagem: Flickr Atribuição: CC-BY – NC – SA 2.0  Autor: Harley Quin

     Eu sinto-me muito bem comigo mesmo, porque  tenho muitos amigos e sou feliz. 

    Sinto-me espantado quando descubro algo novo num jogo, como por exemplo, a exploração de pinhais, facas e serrotes para construção e também fazer uma casa de madeira. 

     Sinto-me agradecido quando me oferecem algo  de surpesa: a tecnologia!

    Depois dos meus anos, fui à visita de estudo e estava superansioso: ia receber um computador de gaming nesse dia! 

    Também me sinto grato quando recebo roupa ou relógios giros. 

      Gostava imenso de enfeitar o meu Minecraft para o Natal, já que me esqueci de o enfeitar para o Halloween!  Como não posso jogar durante a semana, fica para o fim de semana de final de Novembro.

    Outro Projeto que tenho em mente é chegar a desenvolver criações no Minecraft e no Fortnight: jogar bem os dois jogos.

  LJ6a

Preferências do Coração

jovem ao poente, sobre um rochedo, com o pé parecendo chutar o próprio sol, como uma bola

     Photo by Aziz Acharki on Unsplash

     O “Coração”, para mim, é a melhor coisa do mundo. Como o amor, a felicidade e a raiva: vem tudo do coração.

    O que quero de melhor para ser mais “Eu”: para mim é o Futebol. Quando jogo futebol é como se eu fosse para outra Galáxia!

     Para animar os meus amigos, eu faço piadas e vou ás estradas verdes com eles. Caso não saibam, é um sítio proibido. 

     A pior espécie de silêncio que existe, é nas aulas: é uma “seca” serena.

     Mas também há silêncios bons, como quando o Mister está a falar, toda a gente se cala e ele ensina-nos muito sobre Futebol, e isso é giro.

     Sinto-me bem sempre que jogo futebol, mas agora sinto-me mal: não posso jogar, porque parti o braço.

EM6B

Enigmas do Infinito

jovem  em paisagem noturna com o símbolo do infinito

     Photo by freddie marriage on Unsplash

     O Espaço abriga triliões de planetas e dizem que é infinito! Isto causa-me espanto.

    Se repararmos, uma bola, tal como os planetas, também é infinita, nunca mais acaba.

    Se calhar os cientistas disseram que o espaço é infinito devido aos números, pois estes também são infinitos.

    Se passarmos para o outro lado do Universo conhecido, talvez haja outros seres desconhecidos!

EM6a

Os Amigos são Parte do Coração

   desenhos de pessoas por detrás de coração multicor

Pixabay CC0

     Há diferentes formas de entender a palavra “Coração”; os sentimentos que nós vivemos: por exemplo, quando vejo uma pessoa que é amiga, que está zangada com a outra, vou ajudá-la.

     Eu psso descobrir o que quero para ser mais “Eu”: ser acompanhada, ser amada, ser amigável.

     Uma das coisas que já me fez feliz, foi quando eu vivia num Condomínio; tinha um monte de amigos que adoravam brincar comigo.

     Mas um dia, tive uma surpresa inesperada, que foi muito triste: quando a minha Avó  me estava a levar para a minha casa nova, nós tínhamos que passar pelo Condomínio onde eu antes vivia. E eu disse à minha Avó: 

    – Avó, nós acabamos de passar pela minha casa!

    E quando a minha Avó parou à frente de uma casa nova, eu disse:

  – Avó, eu ainda não entendi! Era para os meus amigos virem cantar-me os Parabéns!

     E a minha Avó disse-me:

     – Esta é a tua nova casa.

     Só digo que foi triste, porque eu não gostei da casa nova, por ser longe dos meus amigos que sempre foram como parte do meu coração.

CR6a

Vivemos os Sentimentos

mão que segura mini fogo de artifício contra fundo nocturno

     Photo by Cristian Escobar on Unsplash

     Os Sentimentos são algo que nós vivemos:

     Alegria: sentimos alegria quando alguém está feliz. É como se estivesses a nadar em felicidade; quando alguém te faz alguma coisa boa.

     Amor: sentimos amor pela Família e amigos. O Amor é como se estivesses no forno; é como se o teu coração estivesse num trampolim. 

     Tristeza: sentimos tristeza quando alguém faz uma coisa de que não gostamos. O teu coração parte-se; a raiva começa a subir e a melhor maneira de combater isso é essa pessoa pedir desculpa, dar um abraço, fazer alguma coisa que te alegre. 

TF5B