Uma Amizade À Distância

Image par Luisella Planeta Leoni de Pixabay

     A Amizade acontece por uma simples conversa em comum ou até entre pessoas próximas.

    A Amizade é muito importante para o resto das nossas vidas, mas tem de haver confiança entre duas ou mais pessoas.

    Podemos até apresentar o nosso amigo para alguns dos nossos familiaires, mostramos um ato de confiança.

    Uma vez, fui de férias para Alter do Chão e, passado mais ou menos 3 anos, fiz uma amizade através de uma outra amiga que eu tenho;  esta amizade que eu fiz foi com uma menina chamada Bia, mas ainda não a vi na vida real, pois nunca tivemos oportunidade. Mas houve um momento em que eu descobri que a Bia morava em Alter do Chão.

    Estamos a tentar encontrar-nos dia 7 de Janeiro, no meu aniversário. Eu vou abraçá-la com tanta força que vou cair no chão de tanto amor.

CM7C

As Melhores Amigas

Image par Cheryl Holt de Pixabay

    Era uma vez uma menina chamada Mérida; ela adorava brincar. Certo dia, a Menina ia para a sua escola. Mérida estava muito animada.

    Mérida chegou à Escola e tentou arranjar algum amigo. Na hora de Mérida ir embora, a sua mãe deu-lhe um Kinder (ovo de chocolate).

   Mas sua Mãe notou que Mérida estava triste e perguntou o que se passava. Mérida disse que não tinha feito amigos e que estavam a gozar muito com ela.

    A Mãe decidiu fazer queixas à Diretora, mas Mérida implorou a sua Máe para não dizer. A Mãe disse que estava bem.

    No dia seguinte, Mérida foi para a Escola e, quando chegou, viu uma menina a ser gozada. Mérida decidiu ir ajudar a Menina e ajudou-a, dizendo:

    – Parem de gozar! E gostavam que acontecesse isso com vocês, não?

    Mérida e a menina e a menina, chamada Inês, foram as melhores amigas para sempre (BFF).

    O Ano foi passando, elas só brincavam e riam.

CR5B

A Roda da Vida -I

     

Gentileza da Autora

    Quais as referências de vida mais importantes? Elas são, em primeiro lugar, a Família; em segundo, os Amigos; em terceiro, Eu própria.

      A Família é a melhor “coisa” que se pode ter; a Família está sempre ao nosso lado, quando precisamos de ajuda ou quando estamos mais em baixo; às vezes, há conflitos entre irmãos e os pais estão lá para ajudar. O que eu gostava de melhorar nesta parte é a minha relação com os meus irmãos, especialmente com o mais velho.

      Os amigos são quem nos pode ajudar nas dúvidas do Colégio e também nos podem ajudar noutros aspetos;podemos combinar com eles o que quisermos, mas nem sempre as nossas relações são a 100%. Há amigos de quem gostamos mais e amigos com quem nos damos menos, e eu gostava de ter uma melhor relação com eles.

     Os nossos Amigos, normalmente, são os nossos colegas, mas há quem não saiba que a Família também é. Os nossos colegas são quem nos ajuda na parte escolar, e a Família, na parte pessoal. Há quem não admita que a Família é a nossa melhor amiga e, em 2º lugar, os colegas.

     Eu: eu própria – todos nós temos que ter o nosso espaço pessoal, precisamos de tempo para nós; hoje em dia, as pessoas fazem os seus deveres de uma forma apressada e esquecemo-nos de nós; as pessoas fazem os trabalhos que têm de fazer e esquecem-se do que realmente gostam; todos gostmos de estar um tempo sozinhos, desligar de tudo o resto que nos rodeia, fazer aquilo de que mais gostamos, sem ninguém nos interromper, ouvir música e descansar, sem termos de estar a trabalhar.

BB6C

Que Sementes? Em que Terra?

     

Image par anncapictures de Pixabay

     

     Poluir menos, usar menos plástico e não deitar lixo para o chão.

   Sala com quadro, com ampulhetas para contar o tempo. Tira-se um papel com algo escrito para desenhar e desenha-se até o parceiro adivinhar, com um minuto a contar.

      Fazer o jantar com a minha irmã e, para ela, a surpresa seria dar-lhe umas batatas fritas, porque estou sempre a comer as dela.

     Fazer uma caixa com doces, fotos, etc. Quando se abre a caixa, as partes de lado caem para baixo; fazer várias caixas mais pequeninas assim e ir abrindo até acabar.

VG5B

Estudos na Quarentena

  

Image par Peggy und Marco Lachmann-Anke de Pixaba

    Estudar requer muita concentração. É como um desporto: não podemos perder o foco e, se perdermos, lá se vão as notas!

     Na Quarentena, a dificuldade elevou, porque eu estava sempre a pensar como seria quando voltássemos e se nem sequer voltássemos…

    Eu estava com uma ansiedade de voltar a ver todos na Escola e de conviver com eles!

   E esse pensamento levou-me a outro pensamento: Será que vai tudo voltar ao normal?

   Era isto que eu pensava. Afinal, no segundo dia de Quarentena, eu estava a fazer postais de saudades para as minhas amigas, a pensar que ia durar uma semana e durou seis meses…

    Por isso, quase que as minhas notas foram abaixo, mas, mesmo assim, tive média de quatro.

    Agora vou-me esforçar para ter cada vez melhores notas.

CA6A

O Que O Verão Me Trouxe

   

Image par JL G de Pixabay 

    Sejamos honestos: eu não sou e não estou perto de ser “popular”, ou até de ter amigas com que posso contar dentro da escola, ou mesmo de chegar ao final do dia e dizer para mim mesma “este dia nunca vou esquecer, foi fantástico!”.

   Este verão relembrei-me do conceito da palavra “amigas” e que tenho amigas em quem posso confiar com a minha vida, que sei que estarão lá nos bons e maus momentos, nas risadas e nos choros, que são verdadeiras e de que nunca me vou esquecer o quanto uma boa amizade pode trazer à nossa vida, como ela pode transformar um dos piores dias de sempre no melhor, em apenas segundos.

   Todas as pessoas estão destinadas a encontrar essa amizade pela qual dariam tudo; às vezes encontramo-las na escola, outras vezes (e foi o que me aconteceu), temos de procurar noutros sítios por ela, mas, mais do que tudo, temos de acreditar que as vamos encontrar, dê por onde der, não há nada que pague um boa amizade.

   Não podemos desistir, porque não nos foram dadas de mão beijada, porque a vida é um desafio e cada um enfrenta um desafio maior ou menor, mas se tu tens um maior é porque acreditam que tu o consegues superar, porque não to dariam se achassem impossível, mas há sempre uma luz ao final do túnel, simplesmente o teu deve ser mais longo.

IM9B

As Minhas Férias de Verão Inesquecíveis

     

       Flickr.com Autor: Vítor Oliveira

      Eu, o meu pai, o meu amigo e os dois cães, partimos dia 27 de Junho. 

     Eu e o meu Pai já planeamos algumas atividades: por exemplo, vamos com duas redes apanhar caranguejos, mas bem cedo.

    Depois de os apanharmos, devolvemo-los ao mar, mas antes de os devolvermos à lagoa, nós pegamos no balde onde estão, despejamos na areia, eles começam a correr e nós fazemos apostas a ver quem chega primeiro ao mar, mas os cães acabam por torturar os caranguejos: ou pisam-nos com as patas ou agarram-nos com a boca e atiram-nos para onde eles quiserem.

    Também vai haver Praia, todos os dias, muito cedo de manhã, vamos para a praia; para não apanharmos muita gente, instalamo-nos nas dunas com as nossas coisas: toalhas, guarda-sol, etc.

    O meu Pai vai levar só um dos cães de cada vez para a praia, enquanto eu e o meu amigo vamos apanhar ondas nas nossas pranchas de bodyboard.

   Vão ser momentos muito divertidos e inesquecíveis, porque, quando estamos dentro da onda, não nos apetece sair de lá, pois é calmo.

     Quando acabarmos, vamos relaxar para a piscina com as nossas boias, a apanhar sol; também vamos jogar golfe e vai ser formidável, porque já não jogamos há muito tempo.

     Vamos andar de Buggy pelo jardim inteiro da casa que é enorme, com relva, algumas palmeiras e figueiras; vou apanhar figos para a minha Mãe.

     Mais à noite, cansados, vamos ver filmes na Netflix, de terror, de aventura e ação, de comédia, com os cães deitados ao pé do sofá.

    E o melhor de tudo, vamos dormir com os nossos cães nos nossos quartos! Vamos usá-los como peluches; o Jungle, que é o pastor alemão, tem mais cara de ir dormir ao nosso lado, enquanto o Stark, tem cara de ir refastelar-se em cima de nós e mexe-se imenso até adormecer!

TB6A

CAD em Isolamento – Grandes Amigos

friendsImagem de Alexas_Fotos por Pixabay 

     Era uma vez 4 amigos que andavam sempre juntos, até que um dia, eles se irritaram uns com os outros e ficaram alguns meses separados.

     Mas um dos amigos, que se chamava Sebastião, tinha um outro grande amigo da escola antiga; esse tal amigo ajudou o Sebastião a voltar a estar de novo reunido com os outros amigos e o grupo voltou.

      O Sebastião disse ao amigo da escola antiga:

    – Obrigado, por nos teres ajudado a reunir de novo!!

      Ele respondeu-lhe assim:

    – De nada, estou sempre aqui para ajudar quem precisar.

    O Sebastião perguntou se ele não se queria juntar ao grupo. Ele respondeu :

    – Por mim alinho, mas se os outros não quiserem eu saio.

     O Sebastião disse:

 – Não faz mal se eles não te quiserem no grupo, porque se tu saíres eu também saio.

      Ele respondeu:

   Obrigado, então ficamos de acordo.

    O Sebastião, por sua vez, respondeu:

  – Está bem, este é o nosso acordo.

     Fim da I Parte

CAD em Isolamento   – AB6B

CAD em Isolamento – Uma memória que não Se Apagará

       ponte na floresta

     Photo by Etienne Delorieux on Unsplash

     Quando eu era mais nova, a minha Família inscreveu-se para ser Família de Acolhimento.

     Passado algum tempo, uma menina da América do Sul veio cá a Portugal estudar para uma Escola e ficou uns tempos em minha casa.

     Chamava-se Maite, eu gostava muito dela, porque  me ajudava a fazer os TPC e brincava comigo.

      Passado algum tempo, eu e a minha Família fomos à Costa Rica e adoramos o país dela.

     Lá a temperatura é muito alta, às vezes ouviam-se os macacos, à noite; uma vez que fomos a um café,  vimos os macacos empoleirados nas árvores!

    Fomos passar uns dias a uma casa em que acordávamos e estávamos na praia, era só descer! Havia palmeiras e  o pôr do sol era azul, amarelo e laranja.

       Esta memória não se apagará, pois a Maite ficou a ser como uma nova irmã.

MA6B

CAD em Isolamento – A Amizade Que Nunca Acabará

     jovem á beira-mar

Image par Denis Azarenko de Pixabay 

     A minha Amiga Rita é alta e tem um físico de desportista. Os seus cabelos castanhos claros, ondulados, pelos ombros. O seu rosto é levemente oval, os olhos são brilhantes, de uma cor entre o castanho claro e o escuro. A boca, avermelhada, pequena, com um ar maroto e um sorriso que transmite felicidade. O nariz é arredondado, como o queixo.

     É uma pessoa de confiança pois eu conheço a Rita desde os 5 anos; é corajosa, pois pratica Surf e eu não teria coragem de fazer isso.

     Ela gosta muito de andar de patins, fazer Festas com as amigas e Surfar nas ondas de Carcavelos.

     Desde pequeninas que vamos andar de patins na Declathon e a primeira vez que comecei a andar foi com os patins dela que têm quatro rodas. Não me dava jeito, comecei a andar com patins em linha, ela experimentou e conseguiu também. Continuamos a partilhar estes passeios de patins.

    Acho que a Rita daria uma ótima cuidadora de crianças, Baby sitter, Educadora de Infância, porque ela faz muitas asneiras, adora bebés, e tem fantasia.

     mar

Image par Denis Azarenko de Pixabay 

CAD em Isolamento – Criação Oral de Texto – CM6C

CAD em Isolamento – Um Verdadeiro Amigo

amigosImage par Shift and Sheriff de Pixabay 

       O que mais gosto é de jogar e andar de bicicleta, mas sobretudo de estar com os meus Amigos.

     No Fortnite,  ganho agilidade nos dedos e rapidez de reflexos; por exemplo, ao escrever, consigo escrever mais rápido; mas o mais divertido é jogar com os Amigos.

    No exercício de andar de bicicleta, vou com uns Amigos meus que vivem aqui perto, à volta do quarteirão, e gosto da força de vontade com que eu fico para continuar, quando já me doem as pernas.

    Uma pessoa é um verdadeiro amigo  quando nós conseguimos ter confiança nela, essa pessoa tem confiança em nós e temos tanta confiança nela que  conseguimos contar-lhe segredos; estamos ao menos uma parte do tempo juntos, a conversar, a partilhar …

    É tão bom quando queremos desabafar algo, quando não temos nada para fazer e estamos sentados num banco a olhar para o nada e um amigo passa por lá e nos chama ou nós vamos ter com ele…

CAD em Isolamento – Recriação Oral de Texto – AB6B

CAD em Isolamento – Um Novo Quotidiano

     ilha ideal

     Imagem de Louise Dav por Pixabay 

     A minha quarentena começou há um mês e dois dias. Estou com os meus pais, os meus animais de estimação e o meu irmão. Estou feliz graças a estarmos juntos.

   Adaptei-me recebendo as Tarefas no Classroom e a fazê-las logo no mesmo momento.

    Não me sinto limitado, gosto de estar na minha casa, a fazer as minhas coisinhas, no meu quarto/ escritório, a ver “as cenas” que tenho para mudar no quarto.

   Criei um horário: levanto-me, – vejo se há tarefas, se não há, vou jogar um bocadinho de “GTA” e “Call-of-Dduty”;   se há tarefas, vou logo fazê-las.

   Estou a gostar muito de aprender pelo Google Classroom, porque conseguimos falar com os nossos professores. Também recebemos as tarefas por aí e é por aí que nós aprendemos. Não precisei de modificar as minhas estratégias de estudo.

   Aconselhos os meus colegas a jogarem um bocadinho com os amigos todos os dias, assim não se aborrecem. Eu Comunico com os meus na PS4, no Zoom e no Whatspp.

    Neste momento, sinto que muita gente teve de ficar sem casa, sem dinheiro para pagar as suas contas, as rendas, a luz, a água.

   Os heróis deste momento são os cientistas e os médicos.

  Não saindo de casa sou solidário e ajudo os outros.

    lm

Com o CAD em Isolamento – Conversas na Oficina –  LM6B

CAD em Isolamento – A Quarentena Feliz

Foto de Pikist

    Eu estava todos os dias aborrecido em casa até chegar a Ruby.

   Na Escola em tempo normal, os professores dão  mais coisas, para fazer em casa e para estudar. A Escola online não manda imensos trabalhos. Faço exercício físico que os professores mandam.

     Eu acabo sempre cedo, mas às vezes demoro mais tempo.

    Quando não tenho nada para fazer, brinco com o meu irmão de quatro anos.

     Estar na Escola é muito melhor.

    Contato com os amigos, vejo-os nas aulas online.

    Estou a ler o “Príncipe Nabo”. “A Vida Mágica da Sementinha” era muito difícil.

    Só fui duas vezes ao Parque. A primeira vez que fui, pude brincar, mas na segunda vez só dei uma volta de trotinete e voltei para casa. Agora saio de casa só dentro do Condomínio porque a Ruby ainda precisa de levar a segunda vacina.

    A minha Mãe diz que se não tocarmos em nada, só na trotinete, podemos brincar um pouco.

    Quando saímos, a minha Mãe diz que, se não tocarmos em nada, a não ser na trotinete, podemos brincar um pouco.

   Na garagem há um sítio de jogos – por exemplo, matraquilhos –  onde ando de  trotinete com o meu Irmão, mas agora não, porque  arriscamo-nos a apanhar um coronavírus nas rodas. A minha Mãe avisa quando é preciso lavar as mãos.

    Tenho um novo cão de água Português, chamada Ruby. Ela gosta muito de brincar comigo e com o meu irmão. Ainda é bebé. A sua atividade favorita é correr. Atiramos a bola e ela vai a correr buscar.

    Ela fica numa enorme caixa de grades que parece uma prisão, onde come, bebe e dorme.

CAD em Isolamento – Conversas na Oficina – OA5B

CAD em Isolamento – Companheiros de VIDA

windowImagem de StockSnap por Pixabay 

      Os meus Companheiros de Vida são aqueles com quem passo a maior parte da minha vida, quer nos bons ou nos maus momentos.

     São a minha Família e aqueles amigos que preferem passar o dia a falar connosco do que com outra pessoa.

       É em piores momentos da Vida, como este mesmo, que se conseguem detetar os nossos Companheiros de Vida.

         Eu não sei porquê, mas já me habituei a acordar às 8 da manhã, a fazer a cama, e a dirigir-me para a minha secretária para estudar.

    Muita gente anda a dizer que este tempo é uma oportunidade para estar em Família, mas os Pais têm teletrabalho, o cuidado da casa e dos irmãos; eu só passo as refeições com a minha Família, e esses são os únicos momentos em que eu saio do meu quarto.

   Para mim, o meu quarto é como se fosse o meu cantinho, normalmente, eu estou em chamada com uma amiga minha, mas, mesmo quando não estou com ela, não me sinto sozinha.

     Gosto do silêncio, do sossego e de ficar sozinha com os meus pensamentos.

    Gosto de Pensar em “coisas” que para mim, são impossíveis de transmitir ou de explicar a qualquer pessoa.

     Não é um pensamento definido, mas sim um pensamento que inclui vários temas, sendo um deles “A Vida” e a sorte de eu ter nascido, porque se algum simples detalhe tivesse mudado, no passado, eu poderia não estar aqui.

IM8B

70 Anos CAD – “Nós Somos Agora, Seremos Amanhã” -(2007)

mãos uniãoImagem: Oficina de Escrita 2007

Novos Colegas, Novos Professores…

     Com um pouco de receio, entrei para outra face nova da minha vida.

     Comecei por saber que iria ter novos colegas e novos professores, muitas disciplinas para aprender e algumas para recordar. Tenho pensado muito: tenho de ser menos criança e ter mais um pouco de liberdade.

     Agora tenho um recreio muito maior, onde posso fazer muito mais jogos; não tenho de usar bata, coisa com que fiquei muito contente e nem tenho de comer sopa.

     Mas, por outro lado, também tenho muitas saudades da minha professora Graciette; foi ela que me acompanhou estes quatro anos e teve muita paciência para me aturar no 1º Ciclo.

     Também tenho saudades dos jogos que fazíamos no 4º ano, e do meu grupo completo: a professora dizia que éramos um grupo muito unido.

     Vai ficar para sempre na nossa memória o passeio de finalistas!

     O meu maior desejo para estes dois anos é que haja alegria, felicidade e que todos passem de ano!

     Por último, queria escrever a canção que a professora Graciette nos ensinou no primeiro dia de aulas e que cantámos no último dia:

canção da professora

70 Anos CAD – Filipa R, 5ºB -2007

Em Festa com os Amigos

balões Image by Prawny from Pixabay 

     Neste fim de semana, quando houver a pausa letiva, vou fazer uma festa em que os meus amigos vêm dormir a minha casa.

     Quando eu fiz anos, tinha já feito uma festa destas, mas agora vai ser mais fixe.

    Na Festa dos meus anos, ficamos toda a noite a ver televisão e a jogar telemóvel no meu quarto!  Divertimo-nos a fazer “pranks” ou “trollagens” a noite inteira…

    Acho que nesta festa de Amigos, vamos dormir para a sala,  nos sofás, e vamos ver toda a noite, Netflix e jogar no telmóvel, sempre às escuras.

    Umas horas antes de os meus amigos chegarem, o meu Pai e eu vamos fazer uns folhados muito bons. 

   O sentido da diversão é fazer-nos felizes. Nesta felicidade é fundamental a presença dos amigos, pois eu não sou totalmente eu sem os meus amigos, porque eles me ajudam em tudo e eu a eles.

DJ6D

Querida Neta

   carta e floresImage par Pezibear de Pixabay

              Olá Querida Neta,

     Sou a tua Avó e estou a escrever-te uma carta ainda com 11 anos. Ainda não sei o teu nome, mas aposto que vai ser um belíssimo nome! Quero aconselhar-te sobre imensas questões, a começar por:

RAPAZES

     Há os rapazes parvos, que não nos ligam nenhuma, e os rapazes amigos, que estão sempre ao nosso lado quando é preciso.

     Há os rapazes que também são ótimos  durante o jantar, mas depois da sobremesa ficam totós.

     E pronto; para além do tema “rapazes”, também temos de lidar com:

IRMÃOS ou IRMÃS

      Os irmãos mais velhos, tu respeitas, mas se for algo injusto, não respeites. Quanto aos mais novos, é igual; não sejas injusta, mas eles têm de te respeitar.

     Os meus irmãos não são assim … Continuando: quando vocês se zangam, não lhes batas. Ignora-os, esse é o segredo. Os teus irmãos só te querem irritar, mas, como não conseguem, calam-se logo!

      É só pensares bem.

       BULLYING

           Há muitos tipos de Bullying: 

        • O Agressivo; 
        • O de gozar – que é de falar e de insultar; 
        • E ainda o Bullying de mandar e de te manipular.

      Em qualquer dos casos, tu tens de falar sempre com alguém.

    Eu só sofri com uma espécie de Bullying: o de tentarem manipular. Livrei-me desse Bullying a mudar de Escola!

     Quando te acontecer alguma coisa, vem falar comigo.

      Sê uma menina feliz!

Beijinhos da

tua Avó

recado para a netaImagem: Cadescrita

MM6D

Relações Vivas

bicicleta floridaImage by JL G from Pixabay 

     As minhas Férias de Natal foram mesmo boas! O melhor momento foi quando estive com a Madalena C, que é a minha melhor amiga e vive em Londres.

      Nós estivemos a ver a minha casa nova e demos uma volta de bicicleta e paramos num bar para comer panquecas com Nutella.

      Uma das atitudes que eu apreciei, foi quando eu caí da bicicleta: ela riu-se e eu fiquei espantada porque ela se riu de mim. Mas depois comecei a rir-me com ela.

          Uma situação que valorizei foi durante o jantar de Natal dos Morões e dos Mendonças:  eu corei tanto de Felicidade, eu Adorei!

          Uma das conversas mais interessantes foi quando estávamos a falar dos nossos amigos de Portugal e de Londres.

          Uma questão difícil que coloco a mim própria é: por que sou uma pessoa e não um tigre ou outra coisa?

         Uma pessoa única é a Madalena C: eu adoro-a, ela é leal, posso confiar nela; é uma pessoa desportiva, adora dar passeios de bicicleta a conversar comigo.

MM6D

Família, Amigos e Deus

corujasImage by Oberholster Venita from Pixabay 

    O que mais aprecio no Natal é podemos estar com os nossso pais, amigos, tios, avós, em resumo, com  todos aqueles de quem gostamos neste mundo e com as nossas Famílias!

   Eu gostaria de receber, como presentes, mais livros de suspense, como o “The Canterville Ghost”, um puzzle de Paisagem com 1000 peças, Deus comigo, a minha Família e uma televisão para o meu quarto!

    Participarei em alguma Associação de Solidariedade. Já participei, com a minha tia, o meu primo e a minha Mãe: estivemos a dar sacos recicláveis e reutilizáveis para ajudar numa campanha na qual a minha Mãe participa.

    Se eu enviasse uma mensagem de Natal ao mundo inteiro, seria:    mensagem antonioImagem: oficina de escrita

      As pessoas não devem pensar que o Natal é só para presentes, mas sim para estar com a Família de uma forma diferente.

   Também sentimos que os Amigos são um presente da Vida para nós.

    E Deus? Em que sentido passamos o Natal com Deus? Pois “em todo o sentido”. Supostamente, o Natal é isso!

AB6B

Uma Festa Inédita

Image by Free-Photos from Pixabay 

     Se eu criasse uma Festa nova, eu chamava-a “O Dia dos Amigos”.

     Seria no dia 11 de Setembro. Às 10 da manhã iríamos todos para o Parque da Gandarinha e, depois, para o Cascais Shopping.

     À noite, íamos dormir todos para a Praia, em tendas, e tínhamos uma fogueira acesa.

     Ficávamos todos a falar. Comíamos marshmellows e dávamos imensas risadas!

     Sentados na areia, à volta da fogueira, com o céu escuro mas cheio de estrelas, sempre lindo.

     Estava calor, o mar liso e calmo, tão bom! E nós tranquilos, a ouvir o mar e a conversar sem fim!

MM6D