A Escola em Renovação

      A Escola podia ir mais além como, por exemplo, as aulas acabarem mais cedo, ou aumentarem-se os salários, porque os professores são as pessoas que fazem com que nós estejamos aptos para qualquer trabalho.

      Era bom haver trabalhos em Grupo para haver uma melhor relação em ambiente adequado. Se estivermos em Grupo, podemos esclarecer-nos uns aos outros.

     Também não se devia levantar o braço para falar, na aula,porque, às vezes, há tanta gente com o braço no ar que nem dá para saber quem é que tinha primeiro e gera uma grande injustiça.

     Tendo aulas ao ar livre podemos aprender a evolução das plantas e dos seres vivos, vendo-0s crescer ao longo dos dias.

      Para quê estudar? Para termos um bom futuro. Podemos estudar tudo, aprofundadamente, porque tudo é importante.

PC 7B

O Tesouro da Generosidade

mãos de jovem a oferecer moedas de ouro em chocolate

     Photo by Sharon McCutcheon on Unsplash

      Tenho uma vida fantástica, uma vida que muita gente não pode ter, mas que, por essa razão, ficam muito felizes quando alguém se arma em super-herói e lhes dá uma mera moeda de 1€ ou então só um único olhar de sentimento; mas, na verdade, essa generosidade é um pequeno tesouro.

     Na minha escola, na época do Natal, costumamos trazer um esforço do super mercado, que para nós não é nada de especial, mas para essas pessoas é o maior presente que lhes podíamos dar….a generosidade.

     Por isso, mesmo que nos sintamos em baixo, mesmo que o dia nos esteja a correr muito mal, pensem que a nossa vida, muita gente a gostaria de ter, pois nem toda a gente tem uma casa ou até alguém que goste de si.

    Por estes motivos é que devemos valorizar o que temos e não queixarmo-nos disso.

CC7A

Os Sonhos São Pistas Para O Futuro

Autor: Stock Snap Imagem: Pixabay CC0

     Os sonhos não são propriamente fantásticos, muitos deles parecem impossíveis, nas na verdade são pistas para o futuro.

      De certeza que já se perguntaram o porquê de as pessoas sonharem; não é coincidência, mas sim a vossa consciência a tentar transmitir-vos um facto realista ou irrealista.

      Sonhar é como se fosse uma pista surreal, que um dia pode vir a ser cativada na memória.

     Quando eu era mais nova, sonhava constantemente em voar, e a seguir desses sonhos, comecei a voar nos meus pensamentos como um dente de leão ao som do vento.

      A pista transmitida pelos sonhos é muito enigmática, temos de ser nós a desvendar o porquê de essa pista ter passado à frente dos nossos olhos.

       Muitos dos nossos sonhos são inventados por nós mesmos, no dia anterior, depois de uma história muito relevante para os nossos sentidos ou por uma história inacabada.

      Mas o que nos faz acordar? Os pesadelos. Este fenómeno é como se fosse um trauma para o resto da nossa vida que arranca os sonhos da nossa mente.

     Deve haver uma explicação científica para este acontecimento, mas para mim não há explicação, a não ser a nossa mente a ser dominada.

    Enquanto que há pessoas que fazem com que os pesadelos nos arranquem  os sonhos, há pessoas que continuam sempre a sonhar!

A.Vis

Os Amigos Que Olhavam Para Deus

um menino e menina

   Pixabay   CC0

     Num certo dia, duas crianças foram para a sua casa.

    O Afonso e a Maria eram dois amigos; os seus pais conheciam-se desde que eles eram pequenos.

    A Maria era loira, com cabelos reluzentes, os olhos azuis como água e estatura alta.

    O Afonso tinha o cabelo preto, com os olhos castanhos como uma árvore.

    Eram muito místicos, isto é, eram pessoas que olhavam para Deus.

   Todos os anos, os meninos oravam a Deus, todos as noites da véspera de Natal.

   Também, todas as vezes que ganhavam um presente, diziam “Obrigado” a Deus, por dentro.

   Mas os pais de Maria tinham de ir até ao Brasil, porque não havia trabalho em Portugal.

    O Afonso ficou muito triste porque a Maria ia-se mudar para o Brasil. Eles não acharam nenhuma solução, sem ser mandar cartas, naquela época ainda não havia telefone.

     Cada mês, eles recebiam uma carta, mas depois de vinte anos, eles puderam encontrar-se de novo em Roma.

     Eles sentiram-se muito felizes!

    HZ5D

 

Claridade e Combate

o que está claro nas palavras está claro na vida

 imagem: oficina de escrita

     É verdade, pois temos de ser claros para nós mesmos. Ser claro para mim mesmo, vivendo o máximo que consigo e não deixando dúvidas para trás. 

Citação: Arthur Ashe   imagem: oficina de escrita

     Nós só devemos parar de lutar quando tivermos terminado o nosso sonho e atingido os nossos objetivos importantes na vida. Todos nós temos de combater e, sempre que formos abaixo,  devemos tentar mantermo-nos no topo sem parar de nos esforçar. 

SCB 6A

A Fonte da Liberdade

 Imaculada Conceição de Murillo
Wikimedia Commons – Murillo  – A Imaculada Conceição Public Domain

     Uma alegria diferente sobe no espaço feliz que se abriu, para nossa surpresa, no mais íntimo.   

         Mais que o antigo sonho da Humanidade ter sido finalmente realizado, a fonte do espanto nasce da nota original com que Deus o consumou e superou, realizando, antes, o Seu próprio sonho.   

          A Imaculada Conceição de Maria inaugura Outro Universo dentro do Antigo onde vivemos e que o atrai para si.   

          Por isso os povos contemplam esta Luz de Aurora que tingiu a expectativa dos Séculos passados e futuros com um timbre de Esperança totalmente novo.       

       Assim, confluimos Hoje, com as gerações do Passado e do Futuro, para o Momento único onde se abre a fonte da Liberdade.                                                                                                                                                                                                                                              OE

O Meu Espírito de Natal é Estar com a Família

fogo de artifício em tons de azulCC0   PixNio.com

     No Natal, vou sempre para casa dos meus Avós.  No Ano Novo, o meu Tio Pedro lança fogo de artifício de várias cores,  ao pé da sua horta.

      Eu, os meus Irmãos e a minha Avó matamos um peru e comemos;  fazemos o Presépio, forrado de musgo verdadeiro que vamos buscar à mata, e enfeitamos a Árvore de Natal com luzes e a estrela vermelha!

      O meu espírito de Natal é estar com a Família, receber presentes – que abrimos às 11h 50 ou às 12h 00 da noite. Também gostava de oferecer presentes à minha Família, como por exemplo,  uma t-shirt, meias, calças, roupa interior. 

      Aos meus amigos e às suas Famílias desejo um Bom Natal.

     Na nossa Turma, fazemos um cabaz para ajudar uma Famíla com duas crianças, um bebé e um casal. Eu gostaria de desejar um Bom Natal para os mais pobres.

TS – 5D

Assim, Tenho um Natal Feliz

passarinho decorativo em árvore de natalPublic Domain Pictures .net

     Para eu preparar o meu Natal, primeiro, enfeito a minha casa com decorações lindas, principalmente a Árvore de Natal, com a sua estrela brilhante, no cimo,  e o Presépio, onde o Deus Menino dorme tranquilo.

     De seguida, convido a mnha Famíla toda a vir jantar e passar o Natal connosco. À mesa reúnem-se a minhaPrima Ema, com seis meses, a Mãe, Cristina, o Primo Fernando, a Avó Júlia  e o seu atual namorado, a Avó Virgínia, a Bisavó também Virgínia, a Mãe, o Pai e o Mano.

     Mas claro que não me esqueço dos presentes: para o Natal, espero uns ténis com rodas, para andar em casa e na rua. Já pratico nos ténis de rodas de uma amiga. Acho que é muito divertido de usar!

     A minha Mãe ajuda-me a comprar prendas para a Famíla. Gostava de oferecer  – basicamente o sonho do meu Pai – o  jogo “Call of Duty 4”, mas ele tem de o emprestar ao meu irmão. 

      Eu e a minha Turma vamos ajudar uma Família com um Pai, uma Mãe, duas crianças e um bebé. Eles têm dificuldades, então nós vamos ajudá-los.

     Eu e o meu irmão vamos participar numa Campanha do Banco Alimentar: é para as pessoas pobres que não têm quase nada para uma Ceia de Natal.

      Adoro ajudar as pessoas com dificuldades: quando eu precisar de alguma coisa tenho mais alguém que me ajude, pois elas são generosas. 

     Assim, tenho um Natal Feliz!

SS – 5D

Jesus Continua a Fazer o Bem

presépio com o planisfério ao fundoPixabay CC0

     As minhas férias de Natal são sempre animadas e espero que as deste ano sejam ainda melhores.

     Eu adoro o Natal porque o Menino Jesus nasceu e porque acho as luzes extraordinárias.

     Vou ver o Circo no Coliseu de Lisboa; já tinha ido lá, mas tinha dois ou três anos. Não estou à espera de muitos miminhos, pois já recebi a PS4 que custa caro. Só estou à espera de roupa, Amor e Carinho.

     Vou estrear uma nova tradição que nunca tinha feito: uma troca de prendas com um Amigo Secreto. Deve ser giro!

     As pessoas gostam sempre de apreciar, os presépios, as luzes… Como Jesus nasceu, estamos a comemorar: uma religião que não só na Europa, mas por todo o mundo se comemora.

     Nós fazemos campanhas solidárias, porque Jesus nasceu: Jesus fez o Bem, faz e continua a fazer.

SG5B

O Mar no Coração

fogueira na praia ao amanhecer

Neste tempo

Vivi o fogo

Vivi a água

Vivi o sol

Que nos retira a mágoa.

Vivi a diferença

Vivi a inspiração

Vi o grande mar

Que estas pessoas têm no coração.

Neste tempo, vivi o respeito.

Neste tempo, vivi a admiração.

Neste tempo, o scholas mostrou-me

Que não há limites para a paixão

DS 11A

A Vida Noutra Perspetiva

cartaz do 24 inside

24 Inside – CAD

Eu sabia uma coisa ou outra sobre como conversar com os outros ou pelo menos eu achava que sim

E não foi que só quando comecei a escutar o que os outros tinham para dizer é que me apercebi de que afinal não sabia nada?

Como não era meu costume escutar os outros,  não me lembro bem das conversas que tive no passado,

Mas quando comecei a escutá-los foi quando comecei a ver a vida de outra perspectiva.

O som das palavras encantava-me: cada palavra parecia ter mais significado do que antes…

Comecei também a apreciar muito mais cada conversa que tinha.

E para poder experienciar tudo isto, tudo o que tive de fazer…

Foi ESCUTAR.

RL 10

Amor e Natureza

coração de nuvens no céu azul

CC0   Pixabay  oo11o

    Digam “Olá” à Paixão. Muitas pessoas julgam os outros sem os conhecer. Quando percebem que não era o que elas pensavam, abre-se a Paixão.

     Alguns dizem que a Paixão é o que está cá dentro de nós. Outros dizem que é o que está fora, vem de uma Beleza.

    O Amor é uma paixão do tamanho de um coração sem fim: se não houvesse amor, não havia nada!

    O Amor é lindo como os corações, os rostos felizes, a cor vermelha e rosa.  Quando vejo o Amor, algo está lindo e se torna único.

     O ar, a Natureza, o mar, o silêncio, são os sons que eu era capaz de estar sempre a ouvir: são sons relaxantes e extraordinários.

      O Amor chega na cor rosa, amarela, azul, verde, branco, as cores mais bonitas alguma vez vistas na Natureza.

     O que me causa espanto: Os rapazes giros, as Amizades e as Alegrias!

      As brasas de Portugal: aquelas pessoas que são tão amigas, quase até “dizer chega” e a Paixão de uns pelos outros.

     A coragem é nossa amiga, porque, se não houvesse, não teríamos coragem de falarmos com os rapazes, os giros e os amigos também.

     Tudo no mundo é nosso amigo, desde as formigas às montanhas, e tudo nos faz sorrir de Alegria e dizer: “Amizade é isto!”

Texto a Duas Mãos MtC e MrL 6A

O Génio Poeta

gôndola em VenezaAtribuição CC0 pixabay 

     O Roberto era um poeta que morava em Veneza. Ele era tão giro que tinha imensas amadas.

     O Roberto não fazia só poesia e namoro: também era um génio, porque inventou uma forma de um barco andar a partir da energia de uma bicicleta. 

     Profissionalmente, ele era pescador e até recebia algum dinheiro com isso, mas ainda era gerente de um Museu que se chamava “Agora ou Nunca”, onde se pode reciclar plástico e transformá-lo em obras feitas de plástico.

     Normalmente, a seguir ao trabalho no Museu, ia jantar peixe. 

     Queria muito casar-se e ter filhos; por isso, fez alguns testes às suas amadas, para ver qual era a mais bondosa.

      Por exemplo, escrevia um poema horrível, para ver se as amadas eram sinceras, em vez de dizer: “- Está ótimo! Continua, és ótimo!”

       O Senhorito decidiu escolher a sua colega do Museu, porque era Portuguesa; era loira, de olhos azuis e bondosa; demonstrava muito amor às pessoas com mais dificuldades.

     Roberto pensou: “- Ela deve dar uma perfeita esposa.”

     Este casal-maravilha casou e teve dois filhos. Foi desde essa altura que tudo começou.

     ” – E, já agora, o Roberto sou eu e a Senhora do Museu é a vossa Mãe. Foi assim que conheci a vossa Mãe.”

PC 7B

A Segunda Família

jovens em fila abraçados de costas

     Photo by Duy Pham on Unsplash

      Há muita gente que acha que não precisa de amigos, colegas, companheiros…

      Mas eu acho que ter amigos com quem partilhar os bons ou maus momentos da nossa vida é uma das melhores sensações do mundo, pois sabe sempre bem ter alguém  com quem desabafar. 

      Por exemplo, quando estou triste, não me apetece falar sobre o que se passou, porque sei que, se falar, vou recordar o infeliz momento e vou chorar.  Mas, por vezes, chorar faz bem, alivia…

     Pelo menos eu, quando choro, parece que a tristeza vai desaparecendo…

     Na minha opinião, ter um ou  mais amigos com quem partilhar o que acontece na nossa vida, é uma ótima sensação; é um encanto vivo ter um amigo em quem confiar. 

     Para mim, os amigos são como uma segunda família. Eu adoro fazer amigos novos! Para mim, os amigos nunca são demais. 

MB 8C

Uma Ilha Explosiva

combatentes de fortnite por terra e por ar

 Flickr CC 2.0

MI – O meu jogo preferido é o Fortnite, onde temos de matar os habitantes de uma ilha explosiva. Usamos as armas que ganhamos na própria ilha; procuramos as armas no chão, em casas, dentro de baús…

DJ – O meu jogo favorito também é o Fortnite, porque é um jogo competitivo. 

MI – Também podemos construir e destruir! Se destruirmos algo com picareta, como paredes de uma casa ou carros ganhamos esse material e podemos construir.

DJ – A minha cidade favorita é Titéa Tawars. Tem muitos prédios altíssimos, um Big Ben, uma loja de roupas que foi destruída por um cubo roxo gigante, o qual também se destruiu, mas foi num lago vazado.

MI – E se tivermos um amigo para jogar, podemos empurrar um carrinhos de compras com ele lá dentro. Uma vez em que eu tinha um amigo dentro do carrinho, comecei a empurrá-lo, atirei-o por uma ravina abaixo e ele morreu. Mas não é suposto matar os amigos no jogo.

DJ – Nesta cidade, matam-se corajosamente os inimigos e aqui faço recordes: já atingi os 34 “kills”. Uso armas perigosas que estão escondidas, e às vezes, “dropadas”, isto é, caídas no chão. 

MI – Uma vez, eu estava a construir uma ravina e aí ela explodiu: outro jogador estava a atirar com “bazuka” eu atirei-lhe um pára-quedas e matei-o, mas logo a seguir caiu-me uma “drop” em cima e morri!

DJ – Posso combinar estratégias com amigos. Às vezes jogo “Parquinho” em que faço uma vez um tipo de “Battle”, isto é, de batalha em que nos podemos matar e divertir ao mesmo tempo.

MI – Uma “drop” é uma espécie de caixa de armas que vem do céu. Se a abrirmos, está cheia de armas lendárias: Scar, Rocket, P90, Ivi lendárias, Ivi shot gun, Ivi Snipper…

DJ – A minha arma favorita é a Heavy Shot Gun, porque provoca muito dano. Quando faço 0X1 – que é a batalha de construção – com os meus amigos, faço em “Build Metal”. Ganho porque sou “bué bom” e digo “GIG”, que significa “Good Game”!

MI – A minha arma favorita é a Rocket, porque faz explodir tudo! Dispara-se e Buumm! Onde eu quero chegar é ao primeiro lugar em “Kills”.

(Partilha Oral com alguma escrita) MI5C e DJ5D

Natureza Viva

 jellyfish rosadas em mar azul e a frase do Alex

     Pyckril.com

     A Natureza é, para mim, uma realidade preciosa que se deve preservar e bem tratar, o que, infelizmente , hoje em dia, é pouco feito.

      Os momentos em que eu me sinto mais ligado com a Natureza é quando vou fazer mergulho.

     Há várias maneiras de apoiar a natureza; uma delas é fazer reciclagem, não gastar electricidade.

    Às vezes as pessoas pensam : “Se for só eu a fazer não vai ajudar” – mas olha, vai! Se cada pessoa contribuir o mundo vai ser um lugar melhor!

    Por exemplo, na escola, agora, há um projecto que se chama “A Horta Biológica” em que se pode ajudar a sensibilizar as pessoas mais jovens para fazer acções boas para o mundo.

      Uma das experiências em que a Natureza que me envolveu mais foi quando estava a fazer mergulho e vinha da caça, ao fim da tarde.

     Trazia imensos peixes num enfião – que é uma espécie de cinto em arame – e polvos, num saco de rede.

     Já estava a ficar noite e eu comecei a sentir medo: estava a aproximar-me da costa e uma grande mancha de alforrecas apareceu à minha frente.

      Só fiquei parado, a olhar. Até que o meu irmão chegou, continuou a nadar elas dispersaram!

AT 8A

A vida em Projeto e Sentimento

vela vermelha vista de cima rodeada de palavras positivas em dourado

   Pixabay CC0

     Neste momento sinto-me nervosa, por que tive agora um teste de Português: havia duas perguntas que não me correram bem; por exemplo, havia uma entrada de dicionário sobre a palavra “Derrubar”.

     Estou admirada porque tive 87% a Matemática!

     Sinto-me agradecida por ter pais!

     Eu gosto de fazer ski e quero melhorar a esquiar numa descida mais longa. Para isso, vou treinar no final do Ano. Se tivermos boas notas, o Pai prometeu que vamos voltar a Sofia!

     Como estudante, gostaria de subir a média a Português até 90%, a Ciências até 81% e a HGP até 98%!

     Para o conseguir, a Português vou aperfeiçoar a Gramática e posso criar pequenas histórias.

     A HGP, o meu avô ensinou-me uma estratégia: foi buscar uma tigela para mostrar as linhas imaginárias da Terra. Também peço para me fazerem perguntas.

     A Ciências, leio primeiro, depois tapamos e fazemos perguntas a nós próprios.

     Sinto-me grata por ter Família.

     Também por ter animais, que são coelhos e hamsters. Em casa da minha avó há um Beagle e uma Labradora. Eu brinco mais com a Quiqui, pois deixa-me montá-la.

JV5B

Questões de Infância

  menina sentada num trapézio sobre nuvens

     Max Pixel CC0 

     Às vezes, nas nuvens e nas estrelas, vejo animais ou outras formas.

    Quando era mais pequenina, eu perguntava: “Como é que nasci?”.

     Uma amiga perguntou-me: “- Sabes como és feita?” Eu disse que não. Disse:

      – De Balões.

      E ela:

    – Não.

    – De Nuvens?

     E ela, sempre:

      – Não.

      Assim é que soube que era feita de carne.

      Foi a minha melhor amiga da Pré que me contou.

JV 5B