O Reino de Edicorax

reino edicoraxImage parDarkWorkX de Pixabay

     Outrora, na época dos Reis e Rainhas, existia um lugar chamado Edicorax onde habitavam as mais diversificadas espécies, desde Humanos, Feiticeiros, Sereias, Tritões, Mestres dos Ferros, Anjos e Dragões, Guardiães das Florestas e Ninfas.

      Feiticeiros: Conhecidos por possuir e comandar os poderes dos demónios, com um áspeto igual aos dos humanos; uma única diferença eram os seus olhos negros como a guerra, com uma estrela roxo-claro no centro das suas retinas, mas eram mais simpáticos do que muitos pensam.

     Tritões e Sereias:  Ao contrário do que se conta, eles não possuíam caudas, mas ainda assim conseguiam respirar debaixo de água e eram mais rápidos dentro do Oceano do que qualquer outro ser; possuíam uma madeixa diferente de cabelo, eram conhecidos por conseguirem controlar a água e, com ela, curar os habitantes de Edicorax inteiro.

     Mestres dos Ferros: eram eles que tinham as construções mais poderosas, incluindo as suas armas; com apenas um movimento eram capazes de erguer inúmeras construções de chumbo, prata, bronze, metano e muitos outros.

(Fim da Parte I)

MS8C

Carta do Responsável da Floresta

florexta encantada

Pxhere Atribuição: CC by 2.0

Responsável pela Floresta, 28 de Agosto de 2086

     Olá, graciosamente, Reino Misterioso,

      Peço desculpa por tudo o que fiz. Neste momento a Floresta está Maravilhosa:

  •      Já tem muitas pessoas a fazerem piqueniques;
  •      Muita gente vem ver os animais;
  •      Agora existe um pequeno comboio que leva as pessoas a atravessar a Floresta toda;
  •          A Floresta cresceu, multiplicaram-se as flores, os arbustos estão cheios de flores.
  •          Curei as feridas dos animais com o suco da melhor flor do jardim: a tulipa.

    Adeus.

    Responsável pela Floresta 

    P.S. Está tudo limpinho.

CG6B

Realidade Virtual e Realidade Real

realidade virtualImage parHarri Vick de Pixabay 

     Qual a diferença entre estas duas circunstâncias: Realidade virtual e realidade real? Para mim, a liberdade na realidade virtual é magnífica, porque, por exemplo, nos jogos, posso partir carros ao meio e na vida real, não.

      Por exemplo, no GTA V, têm lojas de armas como se fossem um supermercado! Quando se vai à frente de um polícia, ele fica logo desesperado e ganha-se. Mas na vida real, se vamos à frente de um polícia, ele não faz nada.

     Quando  estou a fazer vídeos para o grande YouTube, sinto-me bem, mas quando alguém vê os vídeos ao pé de mim, fico envergonhado.

      Às vezes tento ter ideias, mas não consigo pensar, porque, por exemplo, tenho que estudar, fazer tpc, e, com tantas tarefas, a inspiração, num estalo de dedos, vai-se embora.

     Assim, no mundo real, os momentos de liberdade são muito mais difíceis de segurar.

LJ6A

Decisões Difíceis

   prado, casa e cavalo dentro de mala

   Image parDarkWorkX de Pixabay 

     Querido Diário,

      Ontem foi um dia difícil: obrigaram-me a escrever e eu não tinha ideias.

    Sou uma rapariga de 13 anos, o meu sonho é praticar a equitação de uma forma artística.

    Na escola, estava a seguir dois cursos livres de Matemática e de Inglês.

    Não consegui estudar e treinar a arte da equitação ao mesmo tempo; bem tentei, mas, por fim, tive de me dedicar só aos cavalos.

     Por um lado, assim não estava tão atenta à escola: fiquei com imensa pena, porque gostava tanto das duas disciplinas!

     Entretanto, fui ganhando campeonatos de salto, com a minha égua Kiki, de pelo castanho brilhante, testa e patas brancas.

     Escovava-a com uma escova própria; ia andar nela e, quando acabasse, dava-lhe um banho; ela apreciava muito, mas molhava-me tanto que ia sempre de fato de banho. Depois, vestia-me e andava sozinha a passear pela escola.

     Via os outros a andar a cavalo no picadeiro e ficava a passear pelos caminhos da escola. Aprendi a andar lindamente, em três meses. Quando saí, tive pena: havia um cavalo preto, com a boca branca, chamado “Raminhos”, que era enorme: na aula seguinte, eu ia andar nele!

    Mas era preciso terminar os dois cursos. Por isso, em vez de ir várias vezes por semana á Equitação, passei a ir só uma.

(Ditado) – MM5A

Carta à Menina das Estrelas

Image by factory_d from Pixabay    PixBay Atribuição CC0Image by factory_d from Pixabay 

 Planeta Terra, 17 de Dezembro de 2072

     Querida Amiga,

     Estou cheia de saudades tuas! Adorei as pulseiras e o colar feitos de pedrinhas de Estrela que me mandaste. Estou a planear uma visita a tua casa, caso não te importes. Já inventaram carros voadores que conseguem levar-me até aí.

     Cada vez que penso em ver-te, sinto-me cada vez mais feliz, só de pensar que vou conhecer os teus Pais, as tuas Amigas e o teu melhor Amigo, de quem disseste que gostavas muito.

    É que é um mistério tão bonito, a nossa amizade: como há um bilião ou mais de pessoas humanas e isto aconteceu logo comigo! Dá-me tanta alegria!

     Eu sei que todas as pessoas são especiais: tu, eu, a nossa família, todos os outros… E, por pessoas, eu não quero incluir só os humanos, mas também os extraterrestres, os alienígenas, até os anjos e muitos mais.

     Porque a palavra “Pessoa” significa muito mais do que apenas humanos, significa toda diversidade de seres vivos livres e inteligentes, capazes de amar.

     Por isso é que adoro a nossa amizade.

     Beijinhos e Adeus.

     A tua Amiga Humana,

L.

     P.S. Quando aí for, vou-te levar chocolates. Tu vais adorar.

LM6A

Detalhes que Salvam o Planeta

pulseiras ecológicasImagem de Oficina de Escrita

    O Objetivo do nosso Trabalho

CCv O nosso trabalho é para apresentar na disciplina de Tic com Ciências. Vamos vender pulseiras a preços baixos e temos uma placa de cartão com fotos chocantes sobre os efeitos do aquecimento global e da poluição, para consciencializar as pessoas de que podem ajudar a salvar o  planeta.

Talvez tenhamos  uma caixa com papéis onde escrevemos mensagens tais como: “hoje vou apanhar 10 pedaços de lixo que encontro no chão”, “hoje não vou usar o telemóvel durante meia-hora”; “hoje vou reciclar todos os plásticos que vir.”

Maria – É melhor transmitir a mensagem oralmente, ao vender cada pulseira, para não gastarmos papel.

Queremos levar as pessoas a salvar o planeta através de pulseiras que simbolizam mensagens ecológicas.

missangas para as pulseirasImagem: Oficina de Escrita

Vender Quando e Onde?

B (convidada) – Vamos vender no Colégio durante os recreios, uma banquinha no recreio. Se sobrarem podemos vender no paredão.

Esta Estratégia será Eficiente? 

MS – As pessoas se estiverem a andar por aí, vão apanhar peças de lixo ou de reciclagem.  As pessoas vão se lembrar, ao ver o lixo, da mensagem que lhes foi transmitida ao comprarem a pulseira.

caixa de recursosImagem: Oficina de Escrita

Como fixar os Preços?

CCv– As pulseiras podem ser vendidas por preços baixos para recompor a nossa poupança; temos dívida para com as Mães; eu usei dinheiro que os avós dão por termos gasto imenso dinheiro a comprar estes materiais.

Imagens que Interpelam

MS – Vamos buscar imagens à net, imprimimos e colamos num cartaz preto; como por exemplo, um urso polar muito magro, imagens do lixo no oceano, um pássaro cheio de petróleo, crianças na lixeira de plástico…

E escrevemos uma frase a dizer:

Tu podes ajudar a salvar o planeta”

fios para as pulseirasImagem de: Oficina de Escrita

Distribuição de Contributos

CCv – Eu comprei fechos, argolinhas para colocar nos fechos e também as medalhas e fios. O fio mais fininho, de nylon, é o melhor. Aproveitei as missangas que já tinha em casa e peças de colares já partidos. 

B (Convidada) – O meu contributo foram todos estes saquinhos de missangas. Os melhores fios são os de elástico ou os de nylon.

Escolho as missangas pela cor e pelo tamanho.

Maria – Combinamos as cores aproximando as missangas para ver se as cores ficam bem juntas.

CCv e B – Nós também combinamos imaginando as combinações de cores, testando mentalmente se ficam bem.

Projetos de Futuras Estudantes

MS e CCv – No Futuro, queremos mostrar às pessoas o que realmente está a acontecer. Há pessoas que não ligam, não sabem o quão grave é.

MS – Pensam que estão a fazer uma diferença enorme, só porque estão a reciclar, mas não é caso para vangloriar-se disso. Por exemplo, no refeitório não compensa: pôr os sacos de reciclagem em todo o lado da Escola, torna-se inútil, mas em casa das pessoas é que é necessário.

No pingo doce dão uns sacos que eu uso para o almoço aqui no colégio, reutilizo tudo o que posso em plástico.

Uma amiga minha do Algarve esteve numa campanha cheia de cartazes a dizer “Salvem o Planeta” para consciencializar as pessoas para o aquecimento global.

Podemos comprar camisolas no Chinês e depois pintá-las e decorá-las: assim temos roupa original e não gastamos muito dinheiro.

Conversas na Oficina – CCv8B, MS8B e B8C – Convidada

Uma Fada Curiosa – I

Reino Mágico    Imagem de cocoparisienne por Pixabay 

     Era uma vez, na colmeia das fadas do Reino do Pó Mágico, uma fadinha chamada Cintila. Era a irmã do meio numa família de sete irmãs.

     Os pais de Cintila eram os Imperadores do Reino do Pó Mágico e tinham muita responsabilidade, pois nos últimos meses tinham ocorrido muitos ataques de humanos.

     A Família de Cintila vivia numa colmeia: é como se fosse o castelo ou fortaleza no Reino das Fadas.

    Cintila ficava a observar da janela do seu quarto, o povo e as casinhas feitas de cogumelos do Reino do Pó Mágico.

     E desejava um dia sair do Reino e conhecer os humanos e novas culturas.

     A Fada já sabia que nunca poderia sair do seu Reino, ainda por cima com os ataques recentes, os seus pais estavam superprotetores e nem a deixavam sair da colmeia.

     Mesmo assim, a Fadinha não parava de sonhar que um dia poderia sair, visitar o mundo e ser livre.

    Contou à sua irmã mais velha, em quem confiava bastante, sobre o seu sonho de conhecer novos reinos; a sua irmã, chamada Pétala, compreendeu-a e apoiou a sua ideia.

     A Pétala contou á Cintila que conhecia uma Feiticeira do Bem, chamada Milana, que a podia ajudar a sair do Reino sem ninguém se aperceber.

    Cintila ficou muito entusiasmada com o que a sua irmã lhe tinha contado; fez uma mala pequena e foi de , madrugada a casa da Milana, com as indicações de Pétala e sem que ninguém soubesse.

     Depois de algum tempo de viagem, finalmente chegou  a uma casinha coberta de trepadeiras com rosas brotadas.

     Entrou, depois de bater á porta e Milana apareceu com um traje largo e comprido, e, sem que Cintila dissesse uma palavra, a Feiticeira já sabia o que ela queria e deu-lhe uma capa da invisibilidade, para que, na sua fuga, ninguém a visse.

(Fim da I Parte)

CCv8B

As Minhas Melhores Férias

 

cachorrinhoImage parGerhard Gellinger de Pixabay 

     Na primeira semana, vou ficar cá na Escola ou com o primo do meu Pai, pois o meu irmão tem aulas. Fazem um passeio de finalistas de 1º ciclo, saem a 21.

     No Domingo 16, eu faço a minha Festa com os meus amigos e amigas. Vamos jogar Paint Ball! A seguir da Festa, eu vou com os meus pais e irmão comprar o telefone que eu quero: estou hesitando entre iphone-6 ou o huwawei-Y7- 2019.

    Estou mais inclinado para o modelo chinês porque o iphone baralha-me um pouco. No botão redondo tenho que carregar duas vezes, o que é um pouco estranho. O Huwawei tem 64 Gigas, é melhor para jogos. Gosto de jogar Fortnite, Brawl-Stars e Fut Draft-19.

     Na segunda semana, eu tenciono ir a casa dos meus avós, ver os cãezinhos bebés e ir dar passeios pelo campo com o meu avô. No tanque da rega, podemos nadar e mergulhar, mas vamos mais para a piscina. O meu avô leva um barril gigante no trator e vai buscar água fria ao poço para encher a piscina.

     Para os Amigos e Famílias desejo umas boas Férias, que se divirtam muito. Não façam queimadura por causa do Sol, e não façam coisas arriscadas em que possam partir uma perna, porque isso vai-vos estragar as férias!

(Em parte Ditado) AS5C

Simulator I – As Origens

jedi para representar um superheróiImage parprettysleepy1 de Pixabay 

     Cá estamos em direto do Parque Marechal Carmona, onde vemos o nosso herói a salvar o dia novamente.

    Vamos tentar chamar a sua atenção.

     – Aqui, Aqui!

    Acho que conseguimos que ele ouvisse, porque está a aterrar do seu voo.

    – Olá, Olá a todos! E a vocês que estão aí em casa.

    – Simulator, obrigada por nos dar uma entrevista. Como se tornou um Superherói?

     – Foi uma história engraçada. Estava eu a discutir com o meu irmão, quando, subitamente, veio-me uma força física enorme.

     Fui avisar os meus pais e o meu pai contou-me uma história. Há muito, muito tempo, existia uma cidade que ficava no fim do mundo. Lá, todos tinham poderes diferentes uns dos outros. Como a superforça, supervelocidade, o poder do gelo, o poder do fogo, o dom da invisibilidade, o dom de ler a mente, o dom aquático, o poder de voar…

     O rei desse povo, um dia, teve um filho, mas as outras pessoas não gostaram, porque ele era demasiado poderoso: tinha herdado todos os superpoderes!

     As pessoas pensavam que se podia tornar numa ameaça para o mundo. Houve motins, até que o rei pegou no seu filho e colocou-o numa caixa, a flutuar no mar.

      O rei espalhou a palavra de que o filho tinha desaparecido.

      Entretanto, o bebé foi encontrado e adotado, nos mares Atlânticos, por uma senhora rica. Deram-lhe o nome de “Aquântico”,;foi criado com amor e tornou-se um grande homem.

     Esta história queria dizer que esse senhor era  um antepassado meu.

    – Uau! Que fabulosa história!

Fim da Parte I

TF5B

Um Salto em Motocross

salto de rampa em motocrossImage parRonald Plett de Pixabay

     Havia um menino chamado José que adorava andar de mota. Um dia, foi a uma competição de corrida e, de tão animado e tão empenhado, caiu e magoou-se muito.

     Nunca mais andou de mota, até que um amigo lhe disse:

   – É melhor voltares a andar de mota, porque senão perdes a vontade.

    Aí, o José percebeu que devia tentar e lá foi ele, todo contente, ligar a mota. José voltou às corridas e competições.

    Um conselho: “Sempre que forem dar um salto, nunca comecem por se pôr em pé; vão sempre sentados; quando estiverem na parte superior da rampa, ponham-se em pé e aí é que conseguem dar um salto perfeito. Não façam como eu, que comecei já em pé, porque aí vão dar uma grande queda!”

ZG6B

Um Verão em Bicicleta

bicicleta vermelha   Image parJames Williamson de Pixabay 

    No Verão, eu vou receber uma bicicleta. Estou a rezar para que seja  branca e vermelha, que é a cor do Benfica.

     Como nas férias da Páscoa eu não recebi a bicicleta, e também não podia andar – tinha um osso do pé lascado – vou desforrar-me na bicicleta e vou pedir ao meu tio para irmos passear até uma pista de bicicleta.

     A minha Mãe mudou de ideias, e então vai ser uma bicicleta da Sport Zone, roda 27. Basta descer o banco e já posso andar com a altura adequada da bicicleta.

     Simplesmente posso ter essa bicicleta até ser adulto.

      Enquanto estiver a andar, uso um capacete onde vou encaixar uma câmara; assim, posso preparar vídeos enquanto ando de bicicleta.

      O sétimo ano vai ser mais difícil, porque vou ter Francês, por isso é melhor continuar na Oficina de Escrita.

     Desejo um Verão bom aos Leitores e “Sigam os vossos Sonhos!” mesmo que vos digam alguma coisa má.

(Em parte ditado)  LJ6A

Sugestões e Sonhos

sobre uma corda rodeada de cataratasImage parLothar Dieterich de Pixabay 

Novos Tempos Livres

     Em relação ao sétimo ano, estou cheia de medo de ficar com uma turma que não conheço. Gostaria de ficar com um Grupo de amigos.

    O lugar onde os alunos aprendem é muito desconfortável. Tal como termos de usar fardas. A minha mãe já arrumou a minha farda toda. Estou farta. Agora uso roupa que eu gosto.

    Tenho pena de não podermos almoçar com as pessoas que comem comida de casa; tenho 4 melhores amigos assim e fico isolada.

     Não devia haver aulas de manhã; devíamos ter  um sítio onde pudéssemos brincar com água no verão. Há uns dias, eu e os amigos, compramos garrafas de água e andámos a molhar-nos. Foi tão bom! Mas uma Vigilante tirou-nos a garrafa e mandou-nos ir para o Sol a arder, para secarmos.

    A piscina podia abrir durante os recreios para grupos que se inscrevessem: aí podia-se brincar com água e ter ondas artificiais para Surf e um mini escorrega água.

    Em frente ao Pavilhão, podíamos usar balões de água e refrescar o chão, dividindo os tempos de recreios por grupos de inscritos.

cãezinhosImage parUlrike Leone de Pixabay 

Projetos de Festa

     A minha Festa de aniversário vai ser dia 27, na quinta de S João, em casa dos meus tios – Vai ter piscina, insufláveis, trampolim, animais bebés, a cadela teve cachorrinhos, há  coelhinhos, patinhos… São duas quintas: o meu tio vai ficar com um cãozinho bebé e a minha avó, com uma cadelinha bebé; são rafeiros do Alentejo. Vamos de pijama e dormimos lá.

Votos de Boas Férias aos Adultos

    Espero que descansem muito, pois há coisas que nem sei como vocês aguentam. Se eu fico doida com alguns colegas, imagino vocês. Desejo boas férias e que possam aproveitar com a vossa Família assim como nós vamos aproveitar com a nossa.

Conversas na Oficina – LM6A

Invenção de Tempos Livres

skating sobre iphoneImage parFunkyFocus de Pixabay 

     Eu acho que na escola atual se demora muito tempo em aulas e há muitos testes.

    No fim do período também não se devia trabalhar. Deviam fazer-se brincadeiras.

    Podíamos jogar futebol, mata, hokey em patins num ringue de patinagem; podia haver zona de diversão aquática com mangueirada, escorregas de água, piscina aberta.

   Podíamos ter atividades em zona coberta, como ateliers de construção de Legos, ateliers de culinária para minichefes, formação de bandas em ateliers de música, uma escola de dança moderna.

    No início das aulas, podíamos praticar desportos ou atividades físicas e só a partir das 10 30 é que começávamos a trabalhar com a cabeça. À tarde, por volta das 14h, trabalhávamos em Grupos, revendo o que tínhamos aprendido de manhã, com apoio dos professores que iam orientando.

    Por voltas das quatro horas já estávamos prontos para sair da Escola e viver. Eu, por exemplo, prefiro ir para casa e dedicar-me ao que eu gosto: jogar playstation, jogar futebol, ver youtube sobre jogos.

   Espero que as inovações que sugeri possam mesmo vir a acontecer!

DJ5D

Ao Fio do Pensamento…

     atirador de seta a alvo giganteImage parStefan Keller de Pixabay 

     Olá, eu sou uma “Pessoa”, quer dizer, quando quero ser uma, sou, mas quando não quero, é melhor afastares-te de mim.

     Porque não vais querer ver o monstro dentro de mim que está a crescer de dia para dia.

    Quanto à maior parte das pessoas que me empurram ou me chamam nomes, eu não reajo, mas se reagisse, vou só dizer que não ia acabar bem para elas.

       O meu monstro chama-se Salvatron.

     Hoje sinto-me muito bem, porque tive um bom teste de Português.

     Quando vou a um Parque de Atrações, sinto-me muito feliz, o meu coração começa a bater muito rápido e eu começo a pensar assim: “Eu quero ir a todo o lado!”

     Às vezes fico-me a perguntar como é que tudo começou e estou a falar de como começou tudo de tudo!

JPA6C

Salvar Animais em Vias de Extinção

pintura de ornitorrincoPlatypus by Lewin Wikimedia.org Public Domain

     Só existe uma espécie de morcego que chupa sangue e espalha uma doença que dá raiva. Também existe uma espécie de morcego gigante que só come fruta e vive nos ramos.

     O Ornitorrinco, quando está a nadar, fecha os ouvidos, o nariz e os olhos – o nariz tem uns minipelinhos que, quando lança cargas elétricas e elas rebatem numa superfície que se mexe, volta com outra carga elétrica: assim ele percebe o caminho e faz um rastro invisível no seu cérebro. 

     Debaixo das patas, o Ornitorrinco tem um tipo de espinho como os cães, que é para causar náusea e fazer dormir os adversários.

     O Falcão peregrino, tem uma doença contagiosa: quando voam, estas aves largam um pozinho branco que provoca febre e diarreia e pode causar a morte. De 5 pessoas infetadas, só uma consegue sobreviver. Mas antigamente, não era tão grave.

     Quando eu crescer vou gostar muito de ser uma das pessoas que fazem Ciências; vou fazer reviver animais que estão quase extintos – como o Rinoceronte Branco. Só existe um macho e duas fêmeas. O macho já morreu.

     Antes os povos caçavam, porque pensavam que o seu chifre curava doenças. As morsas também têm dentes sempre a crescer. Antigamente já havia focas e lanças feitas com os dentes de marfim.

Conversas na Oficina – HZ5D

Segredos Vegetais

     orquídea drácula vampira

   Imagem de Andreas Kay Flickr.com Atribution CCNC SA 2.0

Porque é que as folhas são de cor verde?

       Tinham a oportunidade de serem pretas, porque o preto absorve mais luz. Mas uma teoria diz que antigamente, durante a evolução das plantas, havia uma espécie de alga que era preta e com a luz que deixou passar, por baixo dela cresceu uma alga verde.

     A alga preta foi extinta, só sobrou a alga verde e a alga verde evoluiu para plantas terrestres.

      Existe um tipo de flor que nasce em pedra, em troncos de árvores: ela rouba os nutrientes.

       A semente parece um cacho, parece uma castanha. Ela engana fungos e outras plantas: como é uma semente, os fungos dão-lhe nutrientes e ela suga todos os nutrientes possíveis; nasce em sítios mais pobres, porque não tem tanto trabalho para estabilizar.

     Hoje em dia, essa espécie de flor – há várias – está quase extinta; é muito bonita. Há pessoas que queimam florestas para terem a certeza de que não sobra nenhuma e vão vendê-las no mercado negro. Existe uma espécie que se chama “Orquídea Dracula Vampire” e está a ser cultivada pelos Americanos.

Conversas na Oficina –  HZ5D