O Que Me Causa Espanto É O Mar

   mar com bolhas de água

   Stencil CC0

     Sinto-me muito bem, porque os testes estão igualmente a correr bem; não tive nenhuma negativa e, até agora, estou a gostar mais de História.

     O que me causa espanto, é o Mar. O Mar fascina-me porque tem imensas espécies de animais, é lindo, quando mergulhas, parece que estás no espaço.

     Estar aqui, causa-me gratidão. Sinto que é misterioso.

    Posso escutar o silêncio: quando precisas mesmo de estar calmo e não ouvires nada; quando o professor manda calar.

     Gosto do silêncio quando preciso dele para trabalhar, como por exemplo, quando fiz as casinhas para os animais, na quinta ou quando preciso de arranjar um covo.

     Apanham-se polvos agarrando um covo que é uma caixa de rede fechada, com um buraco, por onde se mete uma sardinha. Os polvos entram e a caixa fecha o buraco com picos cruzados.

     Um projeto de estudante seria subir ainda mais as notas. A Português tenho positiva com o vocabulário e as perguntas de interpretação. A gramática não quero tentar, a não ser a de Francês. Em 2030 – para onde apontam as Metas Globais – vou estar ainda na Faculdade, a trabalhar em Part Time na Empresa do meu Pai ou Irmão. 

    Vou estudar Gestão ou Recursos Humanos, pois assim tenho emprego garantido.

    O meu Pai compra e recicla material elétrico, voltando a fazer material novo. Por exemplo: caixas, calhas, tubos que passam por dentro das casas. A Empresa chama-se “Building Future around the World”.

    Vou caçar ainda mais, naqueles mares ótimos, como em Marrocos. Pela caça submarina não me importo de acordar às cinco da manhã. Uso um fato especial e não sinto frio. Os robalos andam à caça, à noite e os sargos estão escondidos nos buracos, a dormir: é injusto caçá-los indefesos.

AT 8A

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.