O Valor do Trabalho

   Lápis e fundo azul

  Image par Larisa Koshkina de Pixabay 

     Qual é o valor do trabalho na nossa vida? 

    Em qualquer situação, o trabalho pode ser apenas vivido como um instrumento de subsistência, como condição necessária de autonomia, não sendo fonte de sentido por si mesmo.  

     O trabalho pode, por vezes, parecer resumir-se a um conjunto de etapas a superar, escalões sucessivos em que se amplia a responsabilidade, afinal uma forma de nos expressarmos. O seu sentido fica subordinado a um horizonte limitado que ainda é exterior à pessoa humana.

     Há situações em que o trabalho é vivido como um “apelo”; este  pode ser entendido como uma tendência natural que procura expressar-se; também pode ser entendido como uma necessidade exterior a nós, que nos interpela, e a que correspondemos por sentido de dever moral ou de destino incontornável. 

     Finalmente, também há situações em que o trabalho se torna o meio vital de realização pessoal; só neste caso gera sentido livre, isto é, que vale por si mesmo e progride rumo a um horizonte incondicionado, que transcende os interesse limitados do indivíduo, mas por isso mesmo permite uma realização genuína.

OE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.