Natureza, que Palavra Linda!

nascente

     Photo by frank mckenna on Unsplash

     A Natureza é um novo mundo para nós, onde podemos escutar os pássaros, ver as árvores a mexer e, por vezes, meninos a brincar. 

     Temos de começar a criar e a desenvolver a Natureza.

     Na minha sala, estão dois sacos, um azul e um amarelo, para colocarmos , no saco azul, o papel e no saco amarelo, o plástico.

     Eu amo ver o sol a nascer, é tão bom… O céu começa a ficar clarinho e as nuvens rosadas e lilases.

     Natureza, que palavra linda!

CM5C

O Mar Só Para Mim

praia tropical Photo by Derek Thomson on Unsplash

      Há uma praia no Brasil que fica no jardim da casa de uns amigos do meu Pai. O mar era muito azul marinho e manso; a água era quente e profunda. À volta, numa paisagem tropical, saltavam macacos, a vegetação, de um verde claro, ondulava com a brisa, sob o sol intenso.

     Quando o sol nascia, eu acordava às seis da manhã e ia logo a correr para o Mar. Quando o meu Pai olhava pela janela, lá estava eu dentro de água.  Acordava, sem tomar o pequeno almoço, ouvia logo o marulhar das ondas a chamar-me.

     Saía da água às 10h da manhã, quando todos acordavam; então o meu irmão vinha ter comigo. Mais tarde, os vizinhos começaram a aparecer e ficamos amigos.

 Texto em parte Ditado – PC7B

Momentos de Adrenalina

surfista no túnel da onda

     Photo by Jeremy Bishop on Unsplash

      Um momento em que me enchi de Adrenalina foi há três semanas, na Praia de Carcavelos.

     O mar estava de um azul intenso, com ondas perfeitas, de crista branca. O céu limpo e o ar saturado de maresia enchiam-nos os pulmões como uma apelo à aventura. O tamanho e a força massiva das ondas, além de um “agueiro” – corrente em sentido contrário, que nos puxa para trás – eram as três forças adversas.

      Neste desafio ultrapassei os meus limites: levei com uma onda gigante com quase dois metros e meio que me enrolou debaixo de água durante muito tempo.

       Ia quase desmaiando. Sentia tristeza e desespero, porque não tinha ninguém que me ajudasse.

      Na praia, já com o meu Instrutor e os amigos á volta, invadiu-me um alívio e a sensação vitoriosa de ter sobrevivido como num milagre!

Texto a duas Mãos, PC7B e OE

Os Pássaros Azuis e a Bola de Fogo

dois ovos azuis no ninho

     Photo by Landon Martin on Unsplash

     Logo ao amanhecer, no início da Primavera, os pequenos ovos estremeciam no seu ninho fofo.

     A Mãe estava deslumbrada e esperava, com impaciência, que as estreitas fendas se alargassem, dando aqui e ali, suaves bicadas, nas cascas sarapintadas.

     Por fim nasceram! E, no preciso instante em que as três cabecinhas azuis se esticaram para fora dos seus ovos quebrados, lá longe,  no horizonte rosado, a maravilha do Sol inundou o horizonte com a sua luz vivíssima.

      A Mãe saudou os seus filhinhos recém-nascidos com um trinado maravilhoso e eles voltaram as cabecinhas penugentas para ela.

    Abriam os bicos pequeninos, a imitá-la, descobrindo, pela primeira vez, que podiam ouvir e criar sons.

      Na sua intuição, ela entendeu que a saudavam com alegria e que estavam espantados com aquele irmão distante, a Bola de Fogo que nascera ao mesmo tempo. 

Com CC8B e MS8B, Partilha de Inspirações – OE

Diário de uma Fotógrafa

cavalo selvagem cor  de caramelo elevado sobre as patas

Pixabay Pixabay License

22-01-2019

     Querido Diário,

    Ontem tirei fotografias de montanhas, vales, animais e muito mais maravilhas.

     Amanhã quero fotografar florestas e cavalos. Desta vez quero ir acompanhada de um amigo, o Daniel!

     Gosto muito dele, porque é o único rapaz da minha Turma que não faz “porcaria”; ele é muito bondoso, engraçado e respeita as Meninas.

 24-01-2019

     Querido Diário,

     Ontem foi um dia incrível: eu e o Daniel tiramos fotos fantásticas à manada de cavalos a correr, ouvimos o som dos pássaros a cantar…

     O Daniel conseguiu chamar a atenção do chefe da manada: os seus olhos eram brilhantes, a crina a esvoaçar, a sua cor parecia caramelo…

     Foi um dia genial e a minha melhor fotografia!

BL5C

Ajudar a Natureza

Menino que alimenta Girafa sobre abismo

     PixaBay PixaBay License

     Para mim, a Natureza é algo que está a ser destruído pela raça humana. É uma pena, pois a Natureza é o habitat de vários animais e, sem ela, podem extinguir-se.

     Antes de chegarem os humanos, onde há uma casa, havia um bosque ou uma floresta. Mas nós conseguimos ajudar: ao plantar, ao reciclar, a Natureza não está totalmente ameaçada.

     No colégio temos a horta biológica e nas salas, os saquinhos do ponto verde, azuis e amarelos.

AV6A