70 ANOS-CAD – Um Fiel Companheiro- 1992

     Momentos de conforto e paz

     Photo by British Library on Unsplash

     Está a anoitecer. Estou sentada na minha cama e, ao meu lado, uma caneca com chocolate quente. Virando-me para trás, vejo as portas castanhas do meu armário, um poster muito especial e cativante, onde dois elefantes olham o céu estrelado com uma eterna felicidade.

    Entre a minha cama e a do meu irmão, ambas amigas dos nossos sonos, está um tapete branco no chão e uma mesa de cabeceira escura com quatro gavetas. Em cima, um candeeiro que ilumina as minhas leituras, à noite, na cama, um despertador que chama para cumprir os meus deveres e alguns bibelôs.

    Ao meu lado esquerdo está um móvel castanho, com três prateleiras, onde estáo bonecos de peluche que desde há muito me fazem companhia, livros da minha infância que tanto me divertiram, livros de Aventuras onde encontro o mistério e a excitação.

      Ao seu lado, fica uma mesa redonda coberta poruma colcha rosa, em cima desta um rádio que dá um som ótimo, alguns pequenos bonecos de criança a quem me afeiçoei, perfumes com aromas frescos; um palhaço de olhos azuis, nariz vermelho, vestido com um fato-macaco às riscas vermelhas e laranja, com um grande sorriso nos lábios; este recorda-me de todas as gargalhadas e gritos de alegria que dei até hoje e uma bolsa de remendos feita pela minha bisavó.

    Quando os cortinados, brancos e delicados, estão abertos, a luz do sol ilumina o meu quarto com vaidade e os seus raios penetram até ao mais íntimo.

    À noite, em frente de uma imagem de Cristo, que fica por cima da mesa de cabeceira, rezo com confiança e fé.

    No meu quarto vivo momentos de pleno conforto e paz. Seu ambiente é agradável e sereno.

    É nele que leio, ouço música, brinco, durmo e converso sozinha; por vezes interrogo-me, procuro desafios e sinto que sou escutada.

    O meu quarto é um verdadeiro espelho onde a minha personalidade e maneira de viver estão refletidas. Ele combina com aquilo que sou. Eu adaptei-o a mim, para que tudo se torne mais sintonizado.

    O meu quarto é um fiel companheiro. 

70 Anos do CAD – JRP -nº20 – 6ºB – 1992

O Bom e o Mau do Coronavírus?

parque

     Image par Ana Gic de Pixabay 

     Quais são aspetos bons e maus do Coronavírus para mim?

    O lado bom pode ser que eu posso ficar de quarentena em casa e assim posso até ter mais tempo para descansar e brincar.

    O lado muito mau é que eu vou fazer anos durante a Quarentena e, por isso, não posso fazer como nos outros anos, em que convidava a minha Família mesmo no dia do meu Aniversário para a minha Festa.

    Assim, vou ter de passar o dia do meu Aniversário fechada em casa, fazendo as mesmas coisas que nos dias normais de Quarentena.

     Nos meus anos, eu queria ver um filme com a minha Mãe, Pai e Irmão. Mas, se não estivesses de Quarentena, gostava de ir ao cinema muto mais radical, comer fora, ao meu sítio favorito – o Mac Donalds ou Burguer King, ir ao Parque em Tires, em que se pode andar nuns carros em que nós pedalamos e eles andam.

      Desejo que fiquem todos bem e, se acontecer algo, sejam fortes e tenham paciência vai correr tudo bem no final das contas.

Em Isolamento – SS6D

O Que Me Faz Voar – 3

     guitarra

Image par Daniel Wanke de Pixabay     

     A última vez que joguei ao Cluedo com a minha Família por acaso até estava lá a minha Avó – lembro-me que eu, a minha Mãe e a minha Avó estávamos a beber chá enquanto jogávamos; estávamos a jogar na sala de jantar à volta da mesa e distribuímos as personagens por cada um – eu era a Scarlett.

    Este jogo ajuda o João a ter mais paciência e eu gosto deste jogo porque convivemos e estamos todos juntos.

    Normalmente jogo Minecraft na X-Box: é um jogo giro, que desenvolve a criatividade:  vamos construir casas e temos de ter imaginação para as construir. Eu crio cães, gatos, pássaros, raposas e alimento-os para ficarem comigo.

    Quando acabo de tratar da mochila e de escolher a roupa, vou às escondidas para o meu quarto tocar guitarra. Como toco baixinho, os meus irmãos não ouvem e, por isso, nunca ninguém sabe quando é que eu estou a tocar guitarra.

     Toco com acordes, por exemplo, “O Frango e a Galinha”, que implica mexer mais os dedos; quando toco flauta, como o “Big, Big  World”, sei as notas de cor, não preciso de pauta.

  Normalmente desenho animais – também faço isto às escondidas – porque gosto muito de animais, especialmente gatos. Yoda serve-me de modelo; ele vai sempre ter comigo, então, é mais fácil.

BB5C 

Desporto, História e Xadrez

                              Wikimedia Commons

     Era uma vez um menino chamado LB; ele gostava muito de desporto, como o futebol, o basket e ainda um desporto  – que não se sabe se é mesmo um desporto – o Xadrez. 

    Apesar de ele ser interessado por História, a sua grande paixão é o Xadrez. Neste, o que ele mais apreciava era a concentração: é como se fosse magia, é o silêncio grande para o público e os jogadores. Ele – não num sentido literal – é apaixonado pelo Xadrez. 

     Ele também era muito fã de História, porque os seus familiares eram descendentes dos Reis de Portugal. Um antepassado foi D. João de Castro: na sua crise foi preso para o resto da sua vida.

    Antes de acontecer esta crise, também D. Afonso Henriques conseguiu realizar os desejos de seu Pai, D. Henrique, de tornar o Condado num País. Quando conseguiu, ainda demorou 37 anos, até que o Papa o reconheceu como Rei Cristão. 

LB5A

O Autocarro da Aventura

busImage par Peggy und Marco Lachmann-Anke de Pixabay 

    recado do Pedro

   Image par ChrisFiedler de Pixabay 

     Assim, o Pedro saiu da Escola e foi para a paragem de Autocarro. Ficou à espera: esperou 10 minutos, e chegou o Autocarro. Agora, como alguns são grátis, podia sentar-se.

    Algum tempo depois, o Autocarro bateu contra uma árvore.

   O Pedro não sabia onde estava e não tinha telemóvel, por isso perguntou a um Senhor onde estavam. O Senhor não disse nada. Então, o Pedro perguntou a todas as pessoas que tinham vindo com ele, mas ninguém respondeu.

     O Pedro esperou, mas o Autocarro não andava; percebeu que não estava a funcionar e saiu. Começou a chover; o Pedro não sabia o que fazer, por isso rezou uma Ave Maria, numa rua ao lado de um café.

    Foi andando para onde Deus lhe dizia com o sinal de uma pomba. Seguiu a pomba até que chegou ao Lidl.

    O Pedro entrou e perguntou onde era o Cascais Shopping. O Senhor deu-lhe um mapa a dizer onde ficava. O Pedro tinha uma bússola, saiu do Lidl e foi para o Cascais Shopping; então o Pedro reconheceu o caminho de casa e dirigiu-se para lá.

   A meio do caminho estava com fome, mas tinha um suminho e umas bolachas. Quando o Pedro acabou de comer, parou de chover, e disse:

     – Aleluia! Finalmente parou a chuva!

     Pedro continuou o caminho. De repente, um cão mordeu-o na perna e foi-se embora.

      Pedro magoou-se na perna, mas ele já estava habituado porque o seu cão já o tinha arranhado nas pernas; estava a doer-lhe muito, mas, corajosamente, continuou.

    Ao chegar a casa, viu a Mãe a chorar. Pedro chegou, deu um grande abraço à Mãe e disse:

  – Vês, Mãe, como sei andar de Autocarro?

PM7C

Projetos de Páscoa

   Em Abril, vou de férias para Madrid. Nesta viagem, vou com o meu Pai e a minha Madrasta.

    Estou muito feliz, pois é a primeira vez que vou lá. Acho que vai ser um lugar lindo! Vamos alugar uma casa, em vez de comprar, pois assim ficava muito cara e a casa alugada é a mais barata.

     Os meus planos para estas Férias da Páscoa são: 

      • Ir às lojas com saldos.

corte inglêsWikimedia Commons

      • Ir ver museus lindos, como o Museu do Prado.

Condessa espanholaFederico de Madrazo – Wikipedia Commons

      • Fazer um passeio nos Jardins de Madrid.

jardins de madridImage par Carabo Spain de Pixabay

      • Tirar fotos nos lugares mais maravilhosos de Madrid.

AlmudenaImage par ddzphoto de Pixabay 

     Estou ansiosa para fazer estas coisas durante estes 4 dias em Madrid! Também gosto de jogar ao Uno, nos tempos livres podia fazer isso…

CM6C

O Que Me Faz Voar

   Menino esvoaçando com balões   Image par Silvio Zimmermann de Pixabay 

     O que mais gosto é de jogar futebol, brincar com o meu irmão e fazer aulas de EF.

   O Futebol é um jogo interessante, porque nos divertimos quando fazemos um golo; também podemos correr ao ar livre e corremos em equipa. 
   Eu gosto de brincar com o meu irmão de 4 anos, porue ele é muito engraçado e fala Inglês de uma forma diferente. 
   Jogamos às escondidas e descubro logo onde ele está, mete-se sempre no armário e nos lugares onde eu também me escondo.
 
   As aulas de EF são divertidas, porque jogamos e fazemos desporto. Assim, podemos conviver entre rapazes e raparigas para fazer amigos. 
    Existem ainda muito mais situações e convívios que me fazem voar!
OA5B

Gratidão pelo Passado, Esperança de Futuro

ponte, estruturaImage by moritz320 from Pixabay

    O meu dia especial é quando faço anos, porque é quando posso começar uma vida nova.  Está sempre calor, pois faço anos a 13 de Junho.

   O ano passado, esse dia foi muito bom, porque pude convidar amigos. Fomos ao Paintball, disparamos bolas de tintas e, ao fim da festa, eu e dois amigos meus ficamos no Playbowling a brincar, enquanto as mães conversavam.

     No meu aniversário, celebro a minha mãe ter-me dado à luz, vivo, há tantos anos. 

    Também celebro a minha história até ao meu dia atual; ela tem sido boa, pois não tive nenhum acidente grave até hoje.

    Além disso, ainda celebro a minha esperança de futuro, que é ser Agricultor ou, mais recentemente, Armador de Ferro.

    O meu tio constrói pilares de prédios e de vivendas.Às vezes vou com ele; tem alguns empregados, como o João, que é pedreiro e cimenta os blocos.

    Primeiro constrói-se o muro, deixa-se um espacinho no meio e na ponta do muro; depois põem-se  tábuas à volta do buraco, enfia-se o pilar de ferro e pomos massa à volta para encher o buraco. As tábuas impedem a massa de sair fora. Uma máquina que vibra ajuda a consolidar a massa. Deixa-se secar e retiram-se as tábuas.

TS6D

Em Festa com os Amigos

balões Image by Prawny from Pixabay 

     Neste fim de semana, quando houver a pausa letiva, vou fazer uma festa em que os meus amigos vêm dormir a minha casa.

     Quando eu fiz anos, tinha já feito uma festa destas, mas agora vai ser mais fixe.

    Na Festa dos meus anos, ficamos toda a noite a ver televisão e a jogar telemóvel no meu quarto!  Divertimo-nos a fazer “pranks” ou “trollagens” a noite inteira…

    Acho que nesta festa de Amigos, vamos dormir para a sala,  nos sofás, e vamos ver toda a noite, Netflix e jogar no telmóvel, sempre às escuras.

    Umas horas antes de os meus amigos chegarem, o meu Pai e eu vamos fazer uns folhados muito bons. 

   O sentido da diversão é fazer-nos felizes. Nesta felicidade é fundamental a presença dos amigos, pois eu não sou totalmente eu sem os meus amigos, porque eles me ajudam em tudo e eu a eles.

DJ6D

Nasci com a Natureza

paisagemImage par Larisa Koshkina de Pixabay 

      A Natureza, para mim, é a nossa Vida, onde temos Paz.

     O mar também é formado pela Natureza: eu gosto tanto do Mar!

     Dá para surfar, mergulhar, nadar e andar de barco. Eu aprendi a andar de Optimist em S. Martinho do Porto, com o meu irmão e a minha prima.

    Posso ajudar a Natureza evitando a poluição e usando os ecopontos. 

     Tenho um quintal enorme, com pinheiros, uma figueira e outras árvores, um relvado e uma piscina com relva á volta, um pátio, uma mata e um terreno.

     Os meus cães, Noite e Vaquinha, passeiam por todo o lado, até entram e saem á vontade. 

      Eu nasci com a Natureza e vivo com ela.

DC5A

O Fogo de 2020

fogo de artificio e 2020Image by Linus Schütz from Pixabay 

     Passei o Ano Novo no barco do meu Tio, no rio Tejo, em Lisboa. No barco, estava muita gente: toda a minha Família, uma Amiga da nossa idade e dois Tios emprestados.

     Fui avisando que horas eram a cada minuto que passava. Sentia como é giro experimentar uma coisa nova e como foi bom voltar a andar de barco.

     Quase à meia-noite, disse para toda a gente, até para as outras pessoas do barco vizinho: “- Já são 23h 59!” E preparei o telemóvel para filmar.

     Quando começou o fogo de artíficio estava um pouco escuro, só se viam as luzes de navegação e das casas.

    O fogo estava cheio de cor e vida; nós estávamos mesmo por baixo: cada forma ia em diferentes cores: às vezes como estrelas brancas, com riscas verdes e azuis. Outras vezes, o fogo parecia dizer “2020” numa explosão de cores!

     Quando acabou o fogo de artifício, estávamos todos contentes por ter começado um Novo Ano, uma Nova Década! Começamos a festejar, demos trocas de Abraços, fizemos votos de Alegria e eu berrei:

“2020” 

BB5B

A Natureza é Vida

por do solImage by kordula vahle from Pixabay 

     Para mim, a Natureza é Vida, que podemos usar para acabar com o Stress, em momentos em que podemos descontrair.

    O meu estudo de Ciências é aplicado em minha casa, a reciclar os quatro materiais: plástico, vidro, papel e metais.

  Posso ajudar a Natureza de maneiras diferentes, como por exemplo: não poluindo, começando a reciclar regularmente, parando a vandalização. 

   Eu vivo mais intensamente a Natureza quando estou no mar. Adoro uma paisagem quando vejo o pôr do sol atrás do mar.

  Quando olhamos para o mar, ao pôr do sol, sentimo-nos maravilhados; quando ficamos com os olhos fitos, às vezes parece que estamos a tirar uma fotografia, de modo que depois, conseguimos lembrar-nos, no futuro.

AB6B

Relações Vivas

bicicleta floridaImage by JL G from Pixabay 

     As minhas Férias de Natal foram mesmo boas! O melhor momento foi quando estive com a Madalena C, que é a minha melhor amiga e vive em Londres.

      Nós estivemos a ver a minha casa nova e demos uma volta de bicicleta e paramos num bar para comer panquecas com Nutella.

      Uma das atitudes que eu apreciei, foi quando eu caí da bicicleta: ela riu-se e eu fiquei espantada porque ela se riu de mim. Mas depois comecei a rir-me com ela.

          Uma situação que valorizei foi durante o jantar de Natal dos Morões e dos Mendonças:  eu corei tanto de Felicidade, eu Adorei!

          Uma das conversas mais interessantes foi quando estávamos a falar dos nossos amigos de Portugal e de Londres.

          Uma questão difícil que coloco a mim própria é: por que sou uma pessoa e não um tigre ou outra coisa?

         Uma pessoa única é a Madalena C: eu adoro-a, ela é leal, posso confiar nela; é uma pessoa desportiva, adora dar passeios de bicicleta a conversar comigo.

MM6D

Um Dia Tão Especial

balões de festaImage par Prawny de Pixabay 

     Fiz anos no dia 7 de Janeiro, terça-feira; estava ansiosa e, ao mesmo tempo, nervosa, mas correu muito bem. O meu bolo estava enfeitado com uma banda coreana chamada Black Pink.

     O presente de que eu mais gostei foi um microfone que , ao mesmo tempo é uma coluna. A minha madrasta deu-me esse microfone porque eu canto muitas vezes.

     Marquei a minha festa no dia 25 de Janeiro, porque estou com gesso na minha mão esquerda e se fizesse no dia 11, não tinha piada. A minha festa vai ser na Micolândia, em Sintra, Têm vários programas e eu decidi fazer aquele em que se dorme lá!

     Agora pergunto…

Porque celebramos este dia tão especial para nós?

CM6C

O Canto de Viver

silhueta em baloiçoImagem de Marta Cuesta por Pixabay

     Causa-me espanto ver como a minha irmã já está tão crescida! Já tem os dentinhos de leite; quando nasceu, começou a morder muito cedo, aos 3 meses já gostava de morder; com um ano, qualquer coisa que via, imagine-se, um autocolante, punha logo à boca. 

     Sinto-me agradecida ao ver como os meus Pais tomam conta de mim, ao saber como me adoram.

     Como gosto muito de cantar, gostaria de  – mesmo que não venha a acontecer – queria cantar para um programa chamado “The Voice – Kids”.

     Eu canto todos os dias: na rua, no supermercado, no meu jardim. Aí tenho uma mesa que ninguém usa, só eu, para fazer os meus desenhos; fico em cima da mesa que é de pedra  – fico ali e finjo que estou a dar um concerto. 

    Sinto-me feliz, agradecida e curiosa sobre o que vai acontecer no Futuro. Podemos estar a pensar numa coisa e encontrar outra; tudo o que é novo é interessante.

Conversa e Escrita na Oficina – LS5B

Dirigindo o Nosso Barco – II

veleiro ao poente no mar altoImage par Gerhard Gellinger de Pixaba

     Este semestre gostei de ter ganho o interturmas, na modalidade de “Mata”.

    O meu método de estudo preferido é fazer apontamentos: leio a matéria, passo os tutoriais: são as partes mais importantes, que normalmente significam mais, estão a negrito.

   O meu melhor amigo merece um grande Obrigado, porque, quando fui a casa dele, diverti-me imenso!

     Para a última etapa deste semestre, os meus objetivos são: ter o melhor Natal possível, divertir-me imenso nas férias e tirar o maior proveito delas.

   Em termos académicos, espero melhorar as notas de Ciências Naturais para setenta, pelo menos; a Matemática, queria puxar para 80%, a Inglês, tenho tirado 57 – 60, queria subir para um 70%. E era isto!

     Não sou muito apreciador de paisagens, ligo mais ao que faço ali nos sítios e ao que me divirto. Prefiro uma manhã de Surf, porque o Surf é o meu segundo desporto favorito.

     Um projeto para aumentar o ambiente de Paz e bom convívio entre todos, ao nível da Turma, poderia ser:

      • Organizar uma festa com amigos secretos;
      • Acampar na Serra de Sintra;
      • Cada quatro alunos formar um Grupo de Estudo para cada teste. 

 Balanço do Semestre – ZD5A

Alguém Toca um Sino…

sino natalImage par Ольга Бережна de Pixabay 

     Este Natal decorei a minha casa com a árvore de Natal e com luzes à volta da casa.

     Na escola, na minha turma, estamos a fazer um cabaz de Natal, para onde dei muitos alimentos e artigos de higiene.

     Este Natal desejo, para a minha Família, muito amor; para os meus amigos, desejo um Bom Natal. A mensagem que enviaria para o mundo seria: “Sejam Felizes. Tenham Boas Festas”.

     No dia 29 vou jantar a casa dos meus Avós paternos e com os Primos. Primeiro, jantamos e, depois, à meia-noite, levam-nos para o quarto com a minha Avó.

    Ela começa a fazer-nos perguntas sobre o Natal, enquanto os meus Pais e Tios põem as prendas na sala. Depois, alguém toca um sino; então, nós saímos do quarto, começamos a abrir as prendas e a sala fica uma confusão!

     No dia 25, vou almoçar a casa da mnha Avó materna; abrimos as prendas e é sempre muito mágico. Ao jantar, vou para casa do meu Avô materno; depois do jantar, o meu Avô dá um presente a cada um e ficamos muito felizes. 

     Este ano, sou eu que vou fazer algumas perguntas à minha Avó materna, sobre a sua vida no Brasil, as suas grandes recordações, as suas expectativas de futuro.

CA7A

Inspirações de Vida

bailarina e lua cheiaImagem de DarkWorkX por Pixabay 

     Eu adoro escrever. De noite, podia escrever mil textos!

     Além do canto, a escrita, e ainda falta uma: a dança!

   Comecei a cantar desde os meus 3 anos. Não escolho um momento para cantar, eu canto e pronto.

    O meu irmão tem aulas de guitarra, não aqui na escola. Vai aprender a música preferida da minha bisavó. A mãe da minha avó morreu há pouco tempo e nós cantamos a música preferida dela no Natal.

    A dança representa, para mim, a Alegria. Quando estou triste ou contente, faz-me desanuviar e esticar um pouco, faz com que eu me sinta bem.

   O que gosto mais de dançar são dois tipos de dança: HipHop e outro que é mesmo dança clássica, ballet. Danço por instinto. Aos quatro anos inscrevi-me no ballet e saí aos seis anos, então sei os passos.

   Nas outras atividades favoritas, participo no coro do Colégio e escrevo muito.

Conversas na Oficina – LS5B

A Surpresa do Natal

   

Image par Terri Cnudde de Pixabay 

   No Natal,  vou visitar os meus bisavós a Viseu e é sempre um máximo. Todos os Natais há uma experiência diferente, pode haver as mesmas pessoas, as mesmas atividades, mas não os mesmos momentos.

    No momento de abrir os presentes, o que acontece é que toda a Família fica na sala de estar, enquanto duas pessoas vão pôr os presentes na cozinha, dando a volta por fora. A seguir, voltam os dois para a sala e ouve-se um barulho na cozinha: vamos ver e está o chão coberto de presentes!

     Os meus irmãos ficam a discutir acerca do Pai Natal, enquanto eu, a minha Mãe  e a minha Tia Linda vamos levando os presentes para a sala de estar: e aí fazemos a distribuição dos presentes.

     Eu estou ansiosa que esse dia chegue de novo.

IM7A

O Sentido do Natal

azevinho, feliz natal

Photo by Toni Cuenca on Unsplash

     O Natal, para mim, é um momento em Família. Todos os Natais são diferentes, eles trazem felicidade ao meu coração.

     Na Escola, escrevo papelinhos pequeninos, sobre o que vou fazer e o que vou dar no Natal. Gostaria de receber um relógio – Kidizoom – que tira fotos e me pode gravar a cantar, pois eu adoro cantar!

   Gosto de cantar tudo! E em três tipos de línguas: Espanhol, Português e Inglês; por exemplo, Pop, músicas calmas e músicas enérgicas.

     Com a minha Turma, estamos a pendurar estrelas de Natal e, na sala, fizemos um cabaz para doar comida ás pessoas mais pobres.

    A minha sobremesa preferida é cheesecake; o meu enfeite favorito é que a minha avó põe as nossas fotografias na árvore de Natal: a do meu Pai, da irmã do meu Pai, da minha Mãe, a minha e a dos meus irmãos. A minha decoração favorita é o presépio: o de brincar é de plástico colorido, as crianças podem brincar, é do tempo do meu pai e está como novo.

    O meu irmão tem aulas de guitarra, não aqui na escola. Vai aprender a música preferida da minha bisavó. A mãe da minha avó morreu há pouco tempo e nós vamos cantar a música preferida dela no Natal.

     O que eu adoro no Natal é o entusiasmo que eu sinto quando entro em casa da minha Avó,  – sou a primeira a chegar – para ajudar a montar a festa!

    E depois, a Alegria que sinto quando toda a gente começa a entrar em casa!

     O sentido do Natal é Alegria!

LS5B