“Furinhos de Luz”

   “As estrelas são furinhos de luz no tecido do céu”

Filosofia Pré-Socrática

starsFree-Photos / 9088 images Pixabay

    Os ruídos da noite – os que não são abruptos – os que chegam abafados, lá de fora, a presença da vegetação que se torna mais densa, a escuridão que aconchega as casas, tudo deixa adivinhar uma outra presença cujo silêncio é ainda muito mais forte do que a Vida na Terra.

   Falo das Estrelas, minúsculos sóis assombrando a treva, coando-se por entre farrapos escuros, como sinais de luz no manto andrajoso da noite.

    Adivinhamo-la, a fornalha de Luz, a inextinguível massa de ouro para lá de tudo, chocando o Universo como um pequeno ovo estaladiço, que ela se esforça por não romper antes do tempo.

70 Anos CAD – Com as Festas de Junho 2004 

Partilha de Inspirações – OE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.