CAD em Isolamento – SHAZAM – I

     Relâmpago

   Image par My pictures are CC0. When doing composings: de Pixabay 

     Há muito, muito tempo, havia um feiticeiro muito poderoso, que  juntando-se com os seus irmãos, podia ter um poder enormíssimo.

     Só que a esse feiticeiro, graças ao seu propósito de vida, Deus escolheu-o para proteger o mundo contra um campeão do mal.

     Quando esse campeão foi escolhido, o feiticeiro já era muito velho; então, ele tinha de passar os seus poderes para alguém que tinha o coração puro. Mas ele ainda não o tinha encontrado.

      Já era tão velho, quando já só tinha poucas horas de vida, ele não teve alternativa senão pegar numa pessoa – Shazam –  e passar os poderes, sem saber se ele era bom ou mau.

     Mas o feiticeiro não lhe podia explicar os poderes que ele agora tinha, nem o poder enormíssimo que consegue derrotar o campeão do mal.

    A única pista que Shazam tinha de ter mais poder era que, no covil do feiticeiro, havia várias cadeiras e não eram somente para ele.

      Enquanto isso, o campeão do mal foi ter com o seu pai a voar, e mostrou aquilo que ele sempre tinha dito e o pai estava sempre a dizer-lhe que não era verdade. Então, chegou-se ao pai e matou-o. Também matou o seu irmão que estava com ele.

      A partir daí começou a tentar governar a cidade que ele tinha, só que os espíritos que o controlavam disseram que o campeão do feiticeiro já estava em destaque – digamos assim.

     Então, o campeão do mal foi tentar encontrá-lo antes que ele descobrisse todos os seus poderes, senão era tarde demais. E ele o derrotaria.

    Então foi em busca para o encontrar; primeiro, foi a um centro comercial e Shazam estava ali, só que, para seu favor, ele estava a gravar vídeos do seu poder, porque era pobre e então sempre queria ganhar algum dinheiro.

     Desta forma, o campeão do mal sempre iria atrás dele, até ele perceber que não podia gravar vídeos, mas sim tentar alcançar o seu máximo poder.

     Shazam também era adotado e, quando foi adotado, finalmente teve algum dinheiro. A partir daí ele não tinha precisado mais de gravar os seus poderes.

     Sempre ia para o seu quarto com o seu irmão adotivo mostrar os poderes que tinha e o seu irmão adotivo nunca tinha visto algo assim em toda a sua vida.

    Então ele sempre ia mostrar-lhe o que estava a aprender sozinho, pois a sua Família não compreenderia os poderes.

    Por isso, só dizia aos irmãos adotivos.

    Os seus irmãos, sem ele dizer, começaram a perceber que ele tinha poderes. Ele só tinha poderes quando dizia “SHAZAM” e invocava  os Poderes, a partir de um raio que caía do céu sobre ele, só que não doía.

      A partir daí ganhava os poderes de voar, disparar raios pelos dedos das mãos e também superforça; e ainda não sentia quase dor.

Continua

Reconto Oral de Filme – LB5A

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.